17 de outubro de 2008

Bomba! Bomba! Kassab dá Secretaria de presente a "amigo"

olhem o que recebi


 
 

Quando o privado penetra no público...

Kassab dá Secretaria de presente a "amigo"

- por André Lux, jornalista (http://tudo-em-cima.blogspot.com/)

Quando pessoas como eu afirmam que é correto questionar a vida pessoal de alguém que se esconde atrás de um manto de hipocrisia e falso moralismo para poder atuar ileso e sem precisar prestar contas de seus atos, aparecem uns nervosinhos dizendo que é absurdo. Dizem que é "jogo sujo", acusam-nos de "homofobia" e outras besteiras assim.

Igual, por sinal, muitos fazem quando alguém questiona o tratamento dado por Israel aos palestinos ("Você é nazista! Anti-semita!") ou as ações imperialistas dos EUA ("Você é anti-americano! Stalinista!").

Mas, vejam só: finalmente comecou a cair a ficha e as pessoas passaram a perceber o quanto
a falta de transparência e de coragem em assumir suas verdadeiras preferências em público pode sim contaminar a política e produzir aberrações prejudiciais à comunidade.

É o caso do senhor Rodrigo Garcia, que muitos afirmam ser o companheiro de Kassab entre quatros paredes. É crime se for verdade que os dois são amantes? Jamais! Muito pelo contrário! Que sejam felizes e passem a vida inteira juntos, gozando os prazeres do mundo - se for mesmo verdade que são amantes.

Agora, vejam só que engraçado: Rodrigo Garcia ganhou de "presente" do amigo-prefeito Kassab a chefia da recém criada Secretaria de Desburocratização da Prefeitura de São Paulo... sem que exista qualquer justificativa para isso! Será que foi presente de casamento?

Por sinal... Secretaria de Desburocratização da Prefeitura de São Paulo? Que negócio é esse? Parece nome de repartição pública em algum filme histérico do Monty Phyton!!

Entendem agora a importância de se assumir em público certos detalhes da vida pessoal? Se o sujeito fosse casado com uma mulher ou então fosse gay assumido, todo mundo poderia questionar suas motivações ao nomear sua/seu parceiro para um cargo público inútil e, até então, inexistente.

Só que como o sujeito é enrustido (ou pelo menos não aceita ser questionado sobre sua vida pessoal sem rolar no chão e posar de vítima), fica mais fácil para poder continuar empregando amantes e "amigos" sem ter que dar explicação nenhuma a nós, os idiotas que pagamos por isso...

Vejam o texto abaixo do jornalista Renato Rovai, editor da Fórum, que finalmente começa a colocar o dedo nessa ferida.

Para que serve a secretaria de Rodrigo Garcia?

- por Renato Rovai, editor da Fórum

Escrevi num post aqui embaixo que considerei barbeiragem da marquetagem de Marta trazer a sexualidade de Kassab à tona ao perguntar se o mesmo era casado e tinha filhos. Acho que Kassab tem o direito de assumir ou não sua orientação sexual. E considero que o fato de ele não ser casado e não ter filhos não quer dizer absolutamente nada.

Isto, porém, não pode lhe dar salvaguardas para outras questões. E tenho uma que me parece conveniente ser feita.

Como jornalista quero saber para que serve a Secretaria de Desburocratização da Prefeitura de São Paulo? Esta pasta, leitores, existe e tem como titular o deputado estadual Rodrigo Garcia.

Também quero saber por que Rodrigo Garcia foi escolhido para ser o titular desta secretaria? Qual a sua especialização no tema?

Quando a esfera privada passa a ter relação com a pública o jornalismo e o debate político podem e devem ser exercidos. Não há salvaguardas para isso.

Exemplo torto é o caso Lulinha, que teve sua vida devassada por ter se tornado empresário quando seu pai era presidente da República. Toda a imprensa tratou do assunto e os adversários políticos o exploraram aos borbotões.

Quero saber para que serve a Secretaria de Desburocratização da Prefeitura de São Paulo? E por que Rodrigo Garcia é o titular da pasta?

PS: Entre
no link da Secretaria e veja se você entende para o que ela serve



__________________________________________________
Fale com seus amigos de graça com o novo Yahoo! Messenger
http://br.messenger.yahoo.com/

9 comentários:

  1. resumindo,
    são paulo tem de um lado a marta e do outro kassab
    e os dois são péssimos!
    coitada da cidade...

    ResponderExcluir
  2. Duas questões podem ser levantadas: a primeira é o Kassab homossexual ou não, a segunda é se é certo ele dar um emprego público a um(a) companheiro(a).
    A primeira pergunta para mim tem resposta óbvia: não faz diferença. A segunda para mim é: NÃO!! E para mim isso é tão líquido e certo que nem preciso me estender nesse ponto.
    Não gosto do Kassab e sua política,
    mas compreendo o fato de um político (precisar) esconder sua orientação sexual, já que a homossexualidade ainda faz diferença enorme para uma grande parcela da sociedade. E sei o quanto esta escolha pessoal significaria um tormento na vida do próprio político e de seu companheiro, que nunca poderão ser vistos juntos em público em uma atitude mais carinhosa, ou sei lá, em um comportamento considerado "de casal".
    Tal sofrimento, o "sofrimento do armário" é tão intenso, e sem dúvida todo homossexual que já saiu dele lembra-se perfeitamente dessa sensação, que ultrapassa qualquer covardia na opção em omitir esta relação.
    No Brasil de hoje a homossexualidade é um passaporte para o ostracismo político.

    ResponderExcluir
  3. gente
    e se cria uma secretaria para diminuir a burocratização?
    é a russia stalinista?

    ResponderExcluir
  4. que discussão mais inútil...se o Kassab for gay ou não isso não faz a menor diferença na qualidade como prefeito, espantou-me muito a candidata Marta levantar essa polêmica, ela defensora dos direitos GLBTS ,parece que levantou a bandeira do preconceito, incitanto o preconceito enraizado das pessoas para ganhar a eleição..Isso é apelar , ela já perdeu o meu voto que não teve no primeiro turno...bjs

    ResponderExcluir
  5. Bom, sou capixaba e to surfando na net quando vi esse blog. Achei interessante essa babado em são paulo, resolvi comentar.. bom, é obvio que a orientação de um politico influencia sua vida publica, final, ele precisa de votos pra se eleger.. e duvido que o tal Kassab seria prefeito se fosse assumido. Com relação ao companheiro assumir um cargo.. fala serio, quem não colocaria o namorado em um cargo?

    ResponderExcluir
  6. Naõ sou paulista, mas essa idéia de secretaria para acabar com a burocracia, traduzindo.. burocracia anti0-burocrática é meio estúpida... na minha opínião, a questão da sexualidade do Kassab fica em suegundo plano, mas .. será mesmo necessário essa secretaria ? De veria haver sim uma secretaria "anti-futilidade".Seria bem mais útil.

    vbelu caro, você está nos meus preferidos.. se você, por acaso, ler este comentário, passa lá no meu blog: http://fogodehestia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Claudnei9:34 PM

    Kassab e um lixo Marta outro lixo a população precisa mesmo e de Cristo não de bóio as ou seja frutinhas canalhas e bandidos !!!

    ResponderExcluir
  8. Claudnei9:42 PM

    Homossexuais são tão idiotas que nem sexo definido tem ,só assim mesmo para este mundo perdido acabar homem com homem não faz filhos mesmo!!! Kakaka só se comprar o meu bebe da estrela chupa seus bóiolas otários. Procure Deus !!!-

    ResponderExcluir
  9. Anônimo5:00 PM

    Se você ainda não se assumiu e quer compartilhar experiencias com outras pessoas na mesma situação conheça meu blog:

    http://seassumirounao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!