17 de dezembro de 2008

a dor da incerteza

Desde minha surpresa de duas semanas atrás tenho sentido uma dor bem no meio do peito. Calma, tenho certeza que não é ataque do coração.
É o lugar onde o Tadashi, o massagista de Shiatsu, diz que é o ponto da ansiedade. Ja faço massagem com ele faz meses e ele sempre aperta para valer neste local, quase quebrando as costelas, pois diz que tem que "dissolver" este ponto.
Outros me dissseram que é a dor da incerteza, da angustia.
Acho que é mesmo "angustia da incerteza e ansiedade pelo futuro". Ou seja, um pouco de tudo.
Mas ainda vem acompanhada de boca seca, um pouco mais de sono, e alguma falta de ar.
Não está sendo fácil propor para mim mesmo - "senhor supremo do planejamento e do destino" - a possibilidade de controlar menos as coisas, de buscar menos perfeição, de ter menos certeza. Tem sido um exercício diário, a cada atitude eu paro e pergunto se aquilo não é um exagero, se eu realmente preciso daquilo, se eu realmente preciso fazer aquilo.
Eu realmente preciso saber tudo que esta acontecendo? Ter controle sobre tudo? Ou, pior, ACHAR que tenho controle?
Dentro deste quadro é que tomei a decisão de não romper. Na realidade tomei a decisão de recomeçar, com outros parâmetros, nem estou usando mais aliança, pois me questiono até que ponto isto é importante ou isto é uma marca que queria imprimir.
Tenho me angustiado por ter tentado ficar um pouco mais distante dele, mas mesmo assim eu percebo que minha proximidade exagerada não tinha valor, e nem mesmo impediu de que muitas coisas acontecessem sem que eu soubesse.
Acho que estou questionando o amor, a amizade, o conceito de fidelidade e muitas outras coisas que tinha como liquidas e certas.
Alguns podem ate achar que meu amor é tão grande (psicótico e exagerado), que eu resolvi perdoar tudo, passar uma borracha, e nem acreditam que eu consiga fazer isto. Realmente a pessoa que eu sou não conseguiria, mas a pessoa que eu quero ser é que vai ter que descobrir se quer ou não. e eu resolvi dar a chance das coisas acontecerem diferente.
Pode parecer confuso, mas se me derem um tempo eu talvez consiga entender e explicar melhor...

14 comentários:

  1. o tempo sempre resolve tudo...

    ResponderExcluir
  2. Tá no caminho certo, a dissolução de nódulos do Shiatsu é bacana, experimente complementar com Johrei. Resultado é legal também.
    Sindrome de aquariano que acha que tem controle de tudo é foda. Melhor é relaxar e aprender a nova realidade.
    Por último, nao busque explicação para os outros. Busque aquilo que te faz bem e te tranquiliza, que te faz um cara melhor sempre, e não busque os julgamentos alheios. Esses costumam ser os piores conselhereiros sempres. Amigo é aquele que te dá apoio naquilo que vc optar.
    Abraço e sucesso sempre!

    ResponderExcluir
  3. Desculpa, não li seu texto, pq a elis me espera no "pause" lá na sala. Vim aqui rapidamente responder que não tenho companhia pra ir, que adoraria um convite seu.
    uhauhauahuahua

    : )

    ResponderExcluir
  4. Digamos assim... a vida me presenteou com experiencias similares, não na mesma intensidade nem direção, é claro, mas com mórbidas semelhanças, e sempre gostei de observar e refletir. Penso que se isso pode ajudar a alguém a superar também em busca de ser feliz, é minha obrigação compartilhar o conhecimento adquirido. Ainda mais estando de fora, é mais fácil te mostrar mais possibilidades que as vezes não estão tão visíveis por vc estar no meio do vendaval. Mostro as possibilidades, e vc toma o caminho que vc acha mais adequado. Desejo apenas seu restabelecimento integral e que voces possam superar por isso tambem. Se não nos ajudarmos, ninguem o fará, certo?
    Abraço forte e sucesso sempre.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo3:47 PM

    Entendo como você passa, todas pessoas que amam verdadeiramente e perder a pessoa é muito doloroso, intenso e parece que nunca irá acabar.

    Pelo menos para mim consegui a lidar com a dor atraves de muita reflexão e compreender que eu tenho controle de o que eu quer fazer, tenho meus sonhos, eu que constuo o meu futuro, mas nunca temos controle de outra pessoa. Para outras pessoa só cabe a mim conhece-la, suas qualidades, seus defeitos e ver se essa pessoa veio para acrescentar a minha felicidade, aceitando ele no jeito que ele é e permitindo que ele entre na minha vida (para amizade ou amor).

    Se essa pessoa não é o que você espera, infelizmente não podemos muda-lo, só cabe respeita-lo e deixa-lo seguir seu próprio caminho e deseja-lo que seja feliz no caminho que ele escolher. Sei que muita vezes isso nos deixará triste por que talvez é a pessoa que gosta muito e espera poder caminhar junto mas não podemos mais, compreender também que insistindo em caminhar junto, em muda-lo a ser no jeito que quer só trará sofrimento para ambas pessoas.

    Querido, com certeza você é uma pessoa maravilhosa e possui vários qualidades que você talvez não perceba, tem amigos e familia que te amam por que você é você. Procure estar com essas pessoas, divirta se, e perceba que aos poucos você começará a pensar mais sobre sua vida, em o que quer fazer com a sua vida, começará a traçar novos planos, estudar aquilos que vc queria, conseguir a profissão que deseja mto, divertir com amigos que vc estima muito, alias vc tem filha né? procure divertir com ela..

    Talvez você queria mesmo é ter um marido, mas saiba que quando você estiver bem consigo mesmo, saberá realmente se quer o seu ex de volta ou não a quer mais. A decisão é sua e ninguem pode decidir isso por você.

    Espero que você supere todas essas dificuldades e ser feliz no caminho que você tomar.

    Beijão

    ResponderExcluir
  6. A partir de hoje, esse blog está sendo indicado no meu, o Botadentro.com. Muito legal mesmo aqui!
    Um abraço, Gustavo

    ResponderExcluir
  7. Tudo se acalma e se resolve com o tempo.
    Mesmo que pareça q não vai demorar, mas uma hora tudo se acerta.
    ;-)

    ResponderExcluir
  8. PERMITA-SE TENTAR, JÁ QUE É O QUE ACHA SER O MELHOR NO MOMENTO. MAS VÁ NUMA BOA, SEM SUPEREXPECTATIVAS. BOA SORTE.

    ResponderExcluir
  9. Li os últimos posts e sinto muito pelo que aconteceu. O que me deixa triste e saber que não é que outros amigos passaram por histórias semelhantes nos últimos tempos. O que acontece com os homens gays ? Po que existe essa necessidade de possuir mais de uma pessoa ? Por que a infidelidade é tão comum no meio ? Sim, porque tem aqueles casais que vivem bem,mas no fundo existe uma certa libertinagem escondida..E a gente que está de fofra, tentando encontrar a cara metade repensa duas vezes mais antes de se envolver com alguém para não passar esses apuros lá na frente..Boa sorte

    ResponderExcluir
  10. Amigo, é muito importante esse instante em que gente percebe que deve ouvir mais o coração. Fico me lembrando que em 2000 vivi um lance parecido e desisti, meu orgulho em conflito falou mais alto e hoje acho que não fiz o melhor... Mas enfim, está feito. E eu estava aqui na torcida para que você se encontrasse e fico contente que isso esteja acontecendo, ainda que aos trancos e sustos, você dá conta! Um forte abraço

    ResponderExcluir
  11. Acho meio complicado dar palpite em relação a amores...
    Bom, feliz 2009!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  12. querido,
    vc q é amoroso, receba nestes momentos difíceis um abraço amigo, empático e amoroso.
    eu me encontro hoje feliz, acompanhado de um homem sensivel e amoroso, e reconheço que nesse caminho me beneficiei de contribuiçoes suas.
    só isso um abraço dde empatia e gratidão.

    ResponderExcluir
  13. Como já me disseram um dia: "O amor é sinônimo da dor". Pra mim na epoca fez um certo sentido, estava terminando um relacionamento, mas hoje nao sei se concordo, acho que depende da situação de cada um.

    Sei que cai de paraquedas no seu blog mas gostei muito.

    Força Rapaz !!
    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Oi,
    fazia algum tempo que não enrava aqui, este ano resolvi colocar as coisas q gosto em dia e então, vim aqui e ao ler seu post entendo o que anda acontecendo.
    Por mais dolorido que seja, é fatod e que desejo nãos e relaciona na mesma proporção que o amor e o "namorido" foi viver isso, querido.
    O errado é não ter aberto o jogo, mas todos nós erramos. Não julgue, não se atribua culpa.
    O que vcs precisam é de uma conversa franca e honesta, e entender até onde vai o amor de vcs.
    Talvez este seja o momento de respirar um pouco e esperar passar toda a turbulência, quando voltar as águas calmas, vc verá as coisas bem mais claras.
    Conte comigo.
    Beijos,
    Irina

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!