18 de novembro de 2015

TEMPO PERDIDO?

Semana passada eu estava com o Mr. Jay na Livraria Cultura quando eu vi o Box da Primeira Temporada do AGENTE 86. 
Para quem não conhece o atrapalhado Maxwell Smart (pobres seres de Rg alto), esta era uma série televisiva que parodiava diversas outras séries dos anos 60 - auge da guerra fria - tais como Missão Impossível, O Agente da UNCLE, O Santo e, principalmente, os filmes de James Bond.
Ele era um agente nada secreto (pois todos seus vizinhos sabiam que ele era espião) que contava - como Bond - com diversos gadgets, dos quais o mais icônico era o sapatofone. Ele trabalhava para uma agência super-secreta do Governo Americano chamada CONTROLE que combatia uma "organização internacional do mal" denominada K.A.O.S.
O sucesso, sem dúvida, se deveu ao dedo criativo de  MEL BROOKS e da Direção de Buck Henry (O Céu Pode Esperar, A Primeira Noite de Um Homem...entre outros)

Não resisti e comprei... fiquei curioso para saber se eu ainda curtiria do mesmo jeito tantos anos depois...

Chegando em casa eu me lembrei de tantas outras séries de televisão que povoaram minha infância e adolescência, e comecei a fazer uma lista.. Terra de Gigantes, Bonanza, Chaparral, Rin tin tin, Corrida Maluca, Hawai 5.0, Herculoids, Thunderbirds, Daktari, Zorro, Jonny Quest, Flintstones, Jetsons....
Fui anotando, quando percebi a lista estava enorme, com mais de 120 nomes de séries... a grande maioria delas com 40 anos de idade, 30 no mínimo... Eu fui, sem dúvida, a primeira geração para a qual a televisão funcionou como babá eletrônica...
Fiz uma conta rápida, supondo que cada série tivesse umas 3 ou quatro temporadas, com uns 15 programas de 30 minutos em cada... pronto...2.700 horas grudado na televisão... calculando por baixo... sem contar as reprises...intermináveis já naquela época...

A primeira coisa que me ocorreu foi : QUANTO TEMPO PERDIDO! Quantas horas eu devo ter passado em frente á televisão sem fazer nada!

Mas talvez não tenha sido assim... eu não deixei de ir a escola, de brincar na rua, de ler, e de fazer de muitas outras coisas... não me lembro de ter deixado de fazer alguma destas coisas para ASSISTIR TELEVISÃO... talvez elas somente ocupassem meu tempo ocioso...
Acho que de certa forma estas mais de cem histórias, roteiros, personagens, emoções, idéias, ajudaram a formar um pouco do meu imaginário, eu sou quem eu sou também por elas, e não somente por elas.
Eu seria diferente se elas não existissem, eu seria diferente se a televisão não existisse, eu seria diferente ... mas nem pior nem melhor, apenas diferente...
Nestas séries, que eram absolutamente inocentes para os padrões atuais, você tinha honestidade (Os Waltons) e desonestidade (Dr. Smith), você tinha inocência (Penelope Charmosa) e delirios psicodélicos (Pantera Cor de Rosa), você tinha amizade (Os Monkeys) e diversidade (Os Herculoids) ... valores que podem ser considerados bons e verdadeiros...
Sem duvida, por ter tido a infância que tive é que eu tenho certeza que o ser humano ainda é intrinsecamente bom, que o bem só precisa de uma oportunidade.. e por ter tido a infância que eu tive é que eu ainda tenho certeza que conhecerei seres extra-terrestres (!), ainda viajarei no tempo (!), e ainda vou descobrir que eu tenho algum tipo de super-poder(!), de preferência invisibilidade... e talvez por conta deste meu passado eu ainda não seja tão maduro quanto esperado...
Talvez por isso eu seja tão condescendente com as pessoas que deixam a tal babá eletrônica (que talvez hoje tenha o nome de video game) tomar UM POUCO conta de seus filhos... um pouco disse eu...

E você? Que séries fizeram parte de sua formação pessoal? Ou você não tem nenhuma no seu currículo?


AH, em tempo! Assistir Agente 86, quase 40 anos depois, foi uma delícia! Ainda me diverte!




8 comentários:

  1. Realmente! Fomos a 1ª geração onde a tv foi a babá eletrônica! Mas foi uma babá digna das nannies inglesas! Foi quase uma preceptora! Todas as séries que você descreveu possuíam uma mensagem que ajudaram nossa geração ( talvez última) a construir um imaginário voltado para construção de valores sociais, além do entretenimento! Hoje temos somente o hedonismo! Juro que não é conversa de cinquentão saudosista.... Nossas babás eletrônicas eram seriamente supervisionadas por nossas mães e pais. Algumas dessas series eram momentos onde a familia toda se reunia para assistir o que só reforçava a função agregadora que a tv tinha naquela época! Hoje não sobrou mais nada dessa função! A tv deixou de ser um instrumento para se tornar um meio!
    Lindo.....lindo post!

    ResponderExcluir
  2. Todas e mais algumas meu caro. Sou mais antigo ainda. Não tivemos este luxo de ter a TV como babá. Era coisa rara. Por muito tempo vi TV no famoso canal Televizinho, depois Teletia e, só pelos idos de 1966 é q tive acesso em casa. Aí eu já com meus 16 anos. Mas conheci TV em 1959. Aff... muito tempo, muita história ... Felizmente!

    ResponderExcluir
  3. Rá ! Eu perdi muito tempo, ou gastei o meu ocioso, como vc, com as séries, e adorava! As séries eram ótimas e com um detalhe que sempre observo, havia muito menos violência, sempre houve a batalha do bem contra o mal, mas as cenas de morte e ultra violência, que temos hoje não eram exibidas, a coisa era mais branda ! A contribuição de toda essa violência pesada nos videogames de hoje, creio que contribuam para se achar que a vilência é uma coisa estatística, quase que normal hoje em dia,m além da contribuição da TV, claro.
    Assistia várias, além das que vc citou, havia Jeannie é um Gênio, A Poderosa Isis, O homem do Fundo do Mar, Ciborg e a Mulher Biônica e dos desenhos A Princesa e o Cavaleiro e Pinoquio, que não perdia um capítulo.
    Com certeza essas séries nos moldaram um pouco de alguma maneira !
    Detalhe: Dá pra ver quase todas no Youtube.

    Abraço !

    ResponderExcluir
  4. Eu via Friends, The O.C. , Lost e House. Tenho todos os boxes, até hoje. :)

    ResponderExcluir
  5. Não é do meu tempo mas cheguei a ver o Agente 86, e lembro-me muito bem da 99. Séries? Vejo muitas mesmo, mas as que guardo com saudade são "7 palmos de terra" e "Lost" mas há outras, muitas lol.

    ResponderExcluir
  6. Nossa, eu via televisão... um bocado...
    Me lembro do Casal 20, Maninal, O Homem de 6 Bilhões de Dolares, A mulher Biônica, Vicky, As Panteras, Super Máquina e por ai vai... ehehe

    E tinha também os desenhos, nzé?!

    Abração.

    ResponderExcluir
  7. Eu assisti "McGuyver: Profissão Perigo", "Super Vick", "Alf, o E.Teimoso", "Punk, a levada da breca"(tanto a série quanto o desenho)...

    Saudades...

    ResponderExcluir
  8. Lembro-me perfeitamente do agente86. Via com o meu irmão aos sábados de manhã. Saudades!

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!