28 de dezembro de 2015

o "cara" que mudou muita coisa morreu!

Esta semana morreu Robert Spitzer, psiquiatra norte-americano que mudou a maneira como se fazia o diagnóstico sobre doenças mentais nos anos 70. Ele foi o primeiro a estabelecer, através de dados estatísticos e medições rigorosas o primeiro conjunto de padrões para descrever transtornos mentais, proporcionando um quadro para a avaliação de diagnósticos e investigações de comportamentos,  aceitos inclusive na esfera juridica, estabelecendo uma linguagem comum para o interminável debate ente comportamento normal e anormal. Antes dele os diagnósticos variavam de profissional para profissional, não havia padrão.

E porque ele é tão importante para para mim, para estes blog, para os LGBT? 

Foi a partir de seus estudos, de suas análises criteriosas, que a homossexualidade começou a deixar de ser uma desordem mental em 1973! 
Fique em paz Dr. Robert!  Obrigadão! Obrigado pela ajuda na caminhada pelos direitos humanos!
Resultado de imagem para robert spitzer

7 comentários:

  1. Que descanse em paz! Muita gente havia de acender uma velinha por ele. :)

    ResponderExcluir
  2. Gente que faz a diferença!!!

    ResponderExcluir
  3. Desconhecia o senhor, e pelos vistos fez um belo trabalho :-)

    ResponderExcluir
  4. Um dos maiores!
    Um dos MAIORES!!!!

    ResponderExcluir
  5. Não sabia que o homossexualismo já foi considerado uma doença mental.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E a OMS (que em muitos casos é politiqueira em vez de científica) depois de mais tempo reparou o erro.
      Obs.: homossexuaLIDADE...

      Excluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!