17 de junho de 2010

Construindo relações com os filhos...ao longo do tempo

Acho que a parte mais interesante, mais estimulante, de ter filhos, é ver a mudança das pessoas ao longo do tempo. 
Você tem a seu lado uma pessoa que não sabe as coisas e não tem medo de perguntar, aliás, algumas crianças tem o botão "perguntador" sempre no ON durante uma certa fase.
Você também tem a seu lado uma pessoa que constantemente revê seus conceitos e até suas "verdades", numa ano o quente é a Barbie, no outro é a Wanessa Camargo e no seguinte Justin Bieber!
Com filhos você tem a seu lado uma pessoa que te admira quase incodicionalmente, seja você feio, ladrão, gay ou totalmente burro! Não importa que defeitos você acha que tem, ela sempre te admira!
Mas isto é uma arma de dois gumes, se você não estiver imbuido do desejo real de fazer esta pessoa crescer, se tornar uma pessoa feliz e integra, você pode usar tudo isto contra seu filho, são os chamados pais "tóxicos", que detonam a auto estima do filho, que querem alguem subjugado, alguem subserviente.
E nos casos mais graves, os pais abusadores, pedófilos...e não nos enganemos... que isto só acontece nas famílias miseráveis...

Para criar minha filha eu percebi que o amor era a palavra chave, não o amor sem limites, mas o amor verdadeiro, que apoia, que escuta, que fala NÃO realmente só quando precisa falar, pois eu sempre tive em mente que estava criando uma pessoa, e não "cuidando de uma criança",que são coisas bem diferentes...
Todo pai, e mãe,que trabalha, sente um certo sentimento de culpa por delegar uma parte da educação e cuidado de seus filhos á escola, á empregada, á avó, á babá....Por isto é muito importante reservar MESMO, agendar se for preciso, momentos para ficar com os filhos, senão este tempo nunca aparece.
Ei, masnão acha que vai educar uma pessoa, transmitir tudo o que quer, em poucas horas..os seres humanos demoram para aprender, para entender, aceitar...o tempo é um fator fundamental para maturar as ideías!
E, sempre, sempre, a VERDADE, especialmente para os homossexuais, homens e mulheres, que fizeram a opção de ter filhos , e aí é opção mesmo, não orientação! Pois através da adoção ou outros meios, eles revertem a lógica de nãopoderme ter filhos. É claro que para aqueles que tem filhos advindos de um relacionamento heterossexual anterior a questão é um pouco diferente...mas penso que a verdade ainda deve ser um objetivo a ser alcançado!

Acho que daria até para montar algum tipo de equação de relacionamento com os filhos.
Os fatores desta equação poderiam ser:
T= tempo (em  anos)
Tc = Tempo de convivência (em horas diárias)
A= Afeto e atenção (acho que dá para medir em beijos)
V= Verdade (em que medimos isto?)
C= Crescimento da pessoa (medido em felicidade!)

Na minha cabeça a fórmula poderia ser algo como:
C = [(T+Tc) A ]V
Ou seja, o Crescimento, o fator felicidade de nossos filhos, seria igual ao passar dos anos, somado ao nosso tempo de convivência com eles, multiplicado pelos amor e beijos. Mas todo este número será negativo se o fator Verdade for negativo!

E você, qual sua fórmula, para criar seus filhos ou de vida?

5 comentários:

  1. Não tenho filhos, mas pretendo adotar um. Criar um filho da trabalho, porém acredito que o amor e a dedicação, sejam os elementos importantes.

    abraços
    de luz e paz


    Hugo

    ResponderExcluir
  2. qndo eu tiver o primeiro eu juro q conto, mas agora não tow conseguindo nem cuidar da minha vida direito, então...

    ResponderExcluir
  3. eu não tenho filhos e nem quero mas deseduco os filhos dos amigos!

    ResponderExcluir
  4. Poxa, adorei, adorei sua matemática e suas definições para cada constante, muito educativo e criativo. Parabéns, Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Olá, gostaria de lhe dar os parabéns, este blog é sensacional e muito diferente de dos outros 98% que só mostram pornografia eu ansiava por encontrar um blog muito mais "cabeça" e encontrei. Obrigado.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!