7 de junho de 2016

Sair ou Não de Um Casamento?

A propósito do livro que vamos publicar... achei legal dividir com vocês este depoimento que encontrei e que conta uma história muito parecida com a dos Homens que vamos relatar no livro.

É um depoimento do blog PAI GAY, escrito pelo Mau Conti.

Clique AQUI para ler a história dele e entender um pouco mais sobre os homens que vivem esta situação

13 comentários:

  1. Muito interessante! Gostei. Já li muito do Conti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu descobri ele agora, estou lendo mais coisas antigas dele...

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Creio que tudo depende da força de vontade e das circunstâncias de cada um

    Gostei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ou, como diria Caetano: "cada um sabe da dor e delicia de ser o que é"

      Excluir
  3. Cada situação tem algumas soluções diferentes para cada sujeito. Deve ser ruim ficar sofrendo ao pensar que outras pessoas sofrerão, rejeitarão, etc. a partir das decisões que tomaremos, ao mesmo tempo e por outro lado, que se sofre ao não tomar certas decisões de mudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tem razão Ronaldo... as mudanças sempre assustam...

      Excluir
  4. Tenho dois amigos que estão passando pela mesma situação.Um deles é viuvo e resolveu contar aos filhos que tem um namorado.Todos o aceitaram numa boa,inclusive as noras.São mais unidos do que antes.
    O outro amigo já não teve a mesma sorte,a ex esposa contou para os filhos,parentes e para o planeta que o marido a largou por um homem.Todos ficaram contra o rapaz e nem os filhos o coitado consegue ver mais.
    Enfim os dois correram atras da felicidade mas um deles ainda está tentando agarra-la.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maurinho obrigado pelo seu comentário, é legal ver como os percursos são diferentes não é? Se vc quiser sugira a seu amigo que procure a Vera, que eventualmente participe do Grupo de PAIS, pode ser uma boa ajuda para ele!
      abs

      Excluir
  5. Ainda não consegui formatar uma opinião sobre o autor...
    Gosto quando isso acontece.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. A imagem diz muito, de uma forma bem simpática em mostrar o quanto uma criança pode ser mazinha.

    ResponderExcluir
  7. É uma situação deveras complicada - gostei imenso do blog do Mau, passei a seguir - Porque não é completamente linear. Os afetos por si só são uma coisa complexa, que não se prende só a Sexualidade, e acredito que haja casos em que efetivamente os esposos nutram mesmo um profundo amor pelas esposas, com as quais convivem anos, ou até décadas. Quem somos nós para julgar as situações, não é verdade? Acho que no fundo por muito amor que haja, companheirismo ou etc, estarem se prendendo numa relação na qual reprimem uma parcela de si mesmos para manter essa mesma relação, nunca vão ser inteiramente felizes, por muito custoso que seja encarar, e por esse motivo hão de afetar a companheira. Mas como disse é uma questão complexa... Abraço 😉

    ResponderExcluir
  8. Ao ler me lembrei de um colega que mesmo a namorada sabendo que ele era gay, eles se casaram...
    Tiveram 5 filhos (se converteram na igreja) e depois de anos de casados, ele caiu em tentação e saiu com alguns homens...
    Enfim.... lutar contra os desejos deve ser muito tenso.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!