27 de setembro de 2016

É impossível ser feliz sozinho...

A música Wave, do Tom Jobim, eternizada pelo João Gilberto, é um standard na minha "vitrola"
Toca o play e lê o texto!




"Fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho" é quase um resumo de minha vida!

Eu sei que a gente não deve basear a nossa vida nos outros... 
Eu sei que temos que aprender a viver por nós mesmos... temos que nos "bastar"
Eu sei que não devemos debitar nossa felicidade em estar acompanhado... em outras pessoas...
Eu sei de tudo isso, já aprendi tudo isso... já trabalhei esta questão em terapia, já evolui, já meditei, já exercitei minha solidão e meu auto-conhecimento, mas... eu adoro estar acompanhado!

Eu adoro estar próximo da família para ela dar palpite na minha vida, eu adoro ter uma filha que me ama e briga comigo, e, PRINCIPALMENTE, eu adoro me enamorar... e estou adorando estar casado...
Eu, confesso, não sou muito bom em fazer amigos, mas eu adoro não ser sozinho! Para mim seria impossível ser feliz sozinho!

Sei que é até "politicamente incorreto" falar mal da solidão, das pessoas solitárias, mas eu não gosto de ser sozinho, de estar sozinho! E PRONTO! Não é uma crítica nem uma desvalorização de quem prefere isso! Que graça ia ter se todo mundo fosse "igual que nem que"!
Mas... sinto que nunca vou acreditar que ser sozinho é "legal"! Nem que é melhor ser solitário como decisão de vida! Achar que as pessoas "Não tem jeito e não vale a pena", por isso optar em ser só. Isto não quer dizer que não é legal sermos sozinhos por uns períodos durante nossa vida, mas desistir das pessoas... isso não é legal!
Eu não consigo "disfarçar" que eu acho isso fundamental, vivo me "metendo" na vida dos amigos que estão sozinhos, dando palpites de como deveriam fazer para arranjar namorado, onde deveriam ir... mesmo que não tenham me pedido opinião! Uma puta falta de respeito eu sei! Mas se eu acredito que isso é um dos pilares da felicidade como eu vou dizer o contrário?

Resultado de imagem para hard workAcho que de certa forma "não ser sozinho" é bem mais trabalhoso que ser sozinho. Namorar, ser próximo da família, participar de grupos, é tudo muito trabalhoso... tem que fazer concessões, tem que aguentar chatices, organizar horários, avisar onde está e que horas volta, pensar em agradar... uma canseira!
Mas uma canseira boa porque as pessoas também fazem isso com você!
Para não ser sozinho você tem que ter o coração e a mente abertos para isso, para o novo, o diferente, o discordante...  não dá para ter preguiça para querer estar com alguém! É uma construção trabalhosa, e, como todas as coisas boas, uns 90% de ação e uns 10% de prazer... mas este 10% valem muito a pena na minha humilde opinião!
Eu sei que já me envolvi com pessoas que hoje, olhando para trás, não tem nada a ver comigo. Uns podem achar que foi "desespero" de não ficar sozinho, outros que foi falta de critério, outros que foi "excesso de otimismo"! E tudo isso é verdade! Para quem não gosta de estar sozinho, para quem gosta de se envolver, de se enamorar, as pessoas são pequenos universos a serem descobertos, são oportunidades, são possibilidades... e também são "erros" retumbantes! Mas eu sempre preferi errar, para aprender a acertar mais na próxima!

E você? Como é sua relação com a solidão? Acha que É impossível ser feliz sozinho?


6 comentários:

  1. Um tem complexo mas que entendo ser muito individual. Acho que se pode ser feliz acompanhado mas também sozinho. Uma questão muito pessoal. Existem pessoas que são infelizes sozinhas por medo de arriscarem mas, também existem pessoas acompanhadas e infelizes por terem medo da solidão.

    ResponderExcluir
  2. Creio que se pode ser muito feliz, sozinho ou acompanhado :)

    ResponderExcluir
  3. Solidão e estar sozinho são diferentes no meu ponto de vista.
    O estar sozinho, consigo mesmo, com seus pensamentos, sentimentos etc.... pode ser uma excelente oportunidade para compreender a vida.
    Esse estar sozinho é o que nos torna capaz de sermos indivíduos diferenciados uns dos outros.
    Solidão é algo mais pesado. Implica em não poder estar em relação com o mundo por infinitas razões.
    Honestamente não acredito que alguém possa ser feliz estando muito sozinho (só um pouco sozinho basta, até para poder escrever o que você escreveu. Até para eu escrever aqui).
    Solidão.....ah,.... Essa então mata a felicidade na raiz....
    Somos seres relacionais, ou seja, é no encontro com o outro que eu posso ser eu mesmo.
    A solidão impede que possamos ser nós mesmos e consequentemente impede a felicidade.
    Quem diz que é feliz sozinho ou na solidão, mente terrivelmente sobre sua própria infelicidade!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Digamos que eu concordo “quase que totalmente” (rs) com o Zé Antonio. Meu único adendo: não creio que sejamos isso, ou aquilo, de forma inteira/absoluta. Tudo depende de um momento, de uma circunstância, de um entorno. Óbvio que, em essência, somos seres relacionais e só nos realizamos assim. Porém, em certos momentos/circunstâncias o “estar só” pode ser mais gratificante e provocar mais felicidade em nós. Logo (o resumo do meu adendo), não podemos afirmar categoricamente que “Quem diz que é feliz sozinho ou na solidão, mente terrivelmente sobre sua própria infelicidade!”, pois somos, enquanto humanos, um teatro e não uma pintura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quase que totalmente é milagre.....rsrs
      Não defendo a codependência! Um pouco do ser sozinho é necessário!
      Concordo que a vida humana está mais para teatro do que pintura, mas os que vivem de monólogos escondem sim a sua tristeza por trás da própria fala.
      Bjs

      Excluir
  5. Eu tenho uma relação com a solidão harmoniosa, acredito que quem está habituado a estar rodeado de pessoas não entenda a solidão como eu e outras pessoas a sentem, mas acredito que sejam fases da vida.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!