19 de setembro de 2016

Suficientemente Gay!

Semana passada eu estava no shopping com minha filha, estávamos andando abraçados, conversando, quando eu reparei que uma mulher numa loja ficou olhando... ai eu virei para minha filha e disse:
Resultado de imagem para old man young spouse
Hugh Hefner, fundador da Playboy, 86 anos
e sua esposa  Crystal, 26 anos
(60 anos de diferença)


- Como a gente não é parecido (1) as pessoas que nos vem juntos devem pensar "olha lá aquele velho babão que pegou a garotinha nova" 


E minha filha disse:
- Isto é "culpa sua" que não parece homossexual!(3)

Ao que eu respondi:
- Ué, ser casado com um homem (4) não é gay o bastante? (5)


(1) para os recém-chegados informo que minha filha é adotiva
(2) como tenho um marido 20 anos mais novo é óbvio que não tenho este preconceito, mas eu sei que as pessoas tem!
(3) aqui está embutido o famoso preconceito contra os homossexuais ditos "efeminados", ou, de certa forma, menos homens por conta disso, por parecerem gays.
(4) como não deu para encontrar uma aliança com as cores do arco-iris, e nem uso crachá com isso, a informação permanece "no armário" grande parte do tempo.
(5) acho que o curso de História está me deixando com mania de notas de rodapé! para me explicar melhor! kkkk


E você, já foi confundido com "não gay"? Ou é gay o "suficiente"?


12 comentários:

  1. Infelizmente, a maioria das pessoas q não conheço ou tenho pouca intimidade, ainda acham q não sou gay ... OMG ... muito triste isto ... ainda peno com cantadas de mulher q tenho sempre que descartar com uma direta: Vc pode não acreditar mas sou GAY e casado com outro GAY a 41 anos. Entendeu ou preciso desenhar? rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai BRATZ sendo "delicia" em qualquer gênero... sabe o que é... elas estão doidas por um cara educado, inteligente, charmoso como vc, porque os heteros estão cada vez mais tranqueiras!... e ai vc tem que ficar se exoplicando...beijo obrigado pelo comentário!

      Excluir
  2. Uau, isto ai é real? Quer dizer aconteceu com você mesmo ou é um relato de um conhecido?
    No mais ainda lidamos e muito com a provação social em qualquer posição que ocuparmos.
    Sobre a seguinte afirmação: "aqui está embutido o famoso preconceito contra os homossexuais ditos "efeminados", ou, de certa forma, menos homens por conta disso, por parecerem gays" vai minha reflexão sobre como também o machismo afeta os próprios homens héteros que sempre precisam rever suas posturas masculinas e se distanciarem de qualquer uma que seja considerada feminina.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Ronaldo, isto nos aconteceu quarta passada num Shopping de Sampa... mas a encarada da mulher até que foi "discreta"... o mais engraçado foi o que veio a seguir!
      E SIM! Os homens "heteros" estao ficando cada vez mais encurralados, cada vez mais policiados para não fazerem "coisas gays"... mas a tribo dos caras de cabeça aberta, e tranquilos com seus comportamentos, está aumentando... vejo isso na geração dos amigos de minha filha...
      Obrigado pela visita! abraços!

      Excluir
  3. Os que acham que eu não sou gay, devem ser cegos lololololol

    ResponderExcluir
  4. Meu excesso de doçura (rs) sempre deixou as pessoas confusas.... Será que ele é gay ou sera um homem de fino trato?
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Homem, Homossexual e Pai, amei ler aqui, que lindo é isso, família é tudo de bom, opiniões alheias não importam!
    Agradeço o carinho da visita lá no meu espaço!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  6. Anônimo6:13 PM

    Acredito que os homens gays não têm que "parecer gays", assim como os os héteros não têm que ficar se policiando para evitar "coisas gays" ou tidas como femininas. Essas forçações de barra vêm da cultura machista, mas não são naturais. Tanto que o que é considerado modo gay numa época, na outra já não é, tipo: saia, usar cor-de-rosa, ser gentil e culto, entender de decoração e moda. Mas é inegável que características naturais masculinas são muito apreciadas por gays e mulheres héteros, como a voz mais grave, uma certa majestade no porte físico e nas atitudes, barba...

    ResponderExcluir
  7. Que gostoso esse mini-texto!
    Adoro seus relatos da vida real!

    ResponderExcluir
  8. Acredito que ninguém seja suficientemente alguma coisa nesta vida. Cada um é como é, e de nada vale estarmos a rotular seja quem for :-)

    ResponderExcluir
  9. Wagner9:28 PM

    Certa vez eu estava numa estação de metrô em SP, na hora do rush esperando por meu namorado. Surgiu uma moça bastante faladora, me contando, do nada, sobre o namoradinho dela (!). Resumindo a história, em um momento ela do falatório ela perguntou o que eu estava fazendo lá. Eu respondi: "estou esperando meu namorado". "Nossa, mas você nem parece gay!...". Foi tão patético que eu nem soube o que responder de pronto. Graças ao Universo, meu namorado chegou na hora. Ao nos ver juntos ela ainda arrematou (alto): "Ai que lindo!!!!"

    ResponderExcluir
  10. Ahahahah, afinal não é gay o suficiente :p

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!