30 de novembro de 2005

Pais, Mães e Filhos se encontram

No último domingo tive o privilégio de participar de um almoço do GPH - Grupo de Pais de Homossexuais, organizado na casa de sua fundadora a escritora Edith Lopes Modesto.
O almoço, que contou com quase 40 pessoas, reuniu pais e mães que participam do grupo e vários de seus filhos, além de alguns outros convidados, como eu e meu namorado.
Havia pelo menos outros 3 casais gays, inclusive 2 casais de lésbicas - sendo que duas delas também comemoravam a assinatura recente do seu pacto de união na Associação da Parada.
Foi muito interessante observar a convivência entre os filhos e os pais, que no início parece pairar um certo constrangimento, mas que em pouco tempo se percebe que as pessoas estão conversando abertamente sobre diversos assuntos que interessavam aos que estavam presentes.
Circulando observei uma senhora que conversava com meu namorado sobre como foi dificil para ela aceitar a homossexualidade da filha e sobre os problemas que enfrentam. Noutro canto, a filha desta senhora e sua namorada conversavam sobre como estão planejando aumentar a convivência de suas famílias e de como estão conseguindo vencer algumas barreiras. Edith Modesto falava sobre a dificuldade de aceitação dos pais, contava sobre o que se passa em suas cabeças.
Outro grupo falava sobre adoção e inseminação aritificial e as duas que se casaram recentemente davam explicações sobre os tramites legais de sua união.
Um grupo de mães conversava no sofá e duas crianças, filhas de homossexuais, brincavam ruidosamente no quintal.
Muita comida gostosa, sobremesas imperdíveis e até bolo de aniversário!
Seria tão bom se estes momentos de convívio, de troca de idéias, pudessem se ampliar, em outros lugares, em outras cidades.
Edith, você está de parabéns por sua luta, por seu trabalho, voce tem ajudado muita gente!

2 comentários:

  1. Michele11:13 AM

    Fabio, adorei seu blog, realmente inteligente e interessante!!!
    Realmente oq vc falou sobre o almoço é verdade, poderia acontecer mais vezes em outras oportunidades para que as pessoas pudessem fazer mais esse "intercâmbio" de idéias!

    ResponderExcluir
  2. Que legal, Fábio... aliás, partindo da Edith, só se poderia esperar esse sucesso... e, é claro, com sua colaboração! Tomara que continuemos mostrando, com essa união e visibilidade, que somos família, que não mordemos, que queremos ser felizes como todas as criaturas que Deus fez.
    Beijos,
    Maria Rita

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!