23 de junho de 2008

uma linda cena de amor...na avenida ibirapuera...

Na quinta-feira, por volta de umas 18 horas, eu parei no farol que fica na esquina da Avenida Ibirapuera e Republica do Libano. Quando olhei para o lado, para a faixa de pedestres, haviam dois jovens, um garoto de uns 23/24 anos de roupa social, terno e gravata, e um outro um pouco mais jovem, numa bicicleta (para quem não conhece a região, é bem próximo ao parque do ibirapuera)
Notei que os dois conversavam muito próximos, com as mãos bem juntas no guidão da bicicleta. Meu "radar" já detectou algo... mas eu não sabia que nem precisaria.
Quando o farol de pedestres abriu, o ciclista ia atravessar a rua e o de terno conitnuaria pela calçada, eles se despediram...com um longo beijo na boca...

Sem nada esconder, sem vergonha, sem medo. Uma cena de amor. Como tantas outras que os heterossexuais protagonizam há séculos em publico.

O ciclista saiu andando, com a mão esticada ainda de mãos dadas com o que estava a pé. Recuou novamente a bike e lhe deu um novo selinho antes de sair pedalando.
Tudo isto á luz do dia, em plena avenida ibirapuera. Lindo!
Ambos seguiram seus caminhos, com maravilhosos sorrisos estampados. Um deveria estar indo para a faculdade, após o trabalho quem sabe, e o outro iria passear no ibirapuera...

Ao que parece ninguem notou a cena, o carro ao meu lado era um taxi, e do outro lado havia um véiculo de entregas... procurei para ver se os outros pedestres,que estavam atravessando a rua tinha percebido a cena...mas não notei nenhuma surpresa (ou indignação quem sabe) nos rostos.
Que legal poder viver numa época, ou num lugar, ou num país, onde estas coisas podem começar a acontecer.
Preciso aprender a ser mais desencanado...

E você, já presenciou cenas iguais?

11 comentários:

  1. É, eu tbm acho bem legal quando vejo essas cenas. Já presenciei algumas aqui em BH,o pessoal aqui tbm é bem desencanado. Eu que preciso ser mais desencanada tbm, nunca tive coragem de beijar a Paula em publico, odeio que as pessoas me olhem ou coisas do tipo...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo3:05 PM

    Tu é viado?

    ResponderExcluir
  3. E aí paizão, linda a cena mesmo... e tem a ver com o post que você comentou hehehe pois é, tá sendo muita revisão. E como anda a sua vida? Faz anos que não leio seu blog, preciso me atualizar..

    ResponderExcluir
  4. que inveja!!!!! rsrsrs
    ter essa sensação de liberdade é algo indescritível...

    Abs:-)

    ResponderExcluir
  5. Bom dia!
    Escrevo para agradecer seucomentário em meu blog.
    Seja sempre bem-vindo!

    Muito frio aqui em Sampa, não é mesmo?! rs

    Tenha uma excelente semana.

    Shalom!!!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Já vivi uma cena muito parecida. Inclusive também tinha uma bicicleta no meio.

    Abraço.

    Rhenan
    www.sexpride.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. deveria acontecer mais!
    sempre tento...

    ResponderExcluir
  9. Só na capital paulista para acontecer isso e ser visto como completamente normal. Tenho inveja de quem mora ai.

    ResponderExcluir
  10. É por conta de iniciativas como essa que as coisas vão deixando de ser tabus para se tornarem possíveis. Se todos nós começarmos a demonstrar nosso afeto, sem agredir ninguém, aos poucos as pessoas vão perceber que esse é o mesmo afeto que elas sentem por quem quer que seja. Agora, se todo mundo viver trancado dentro do armário para sempre, daqui a mil anos estaremos todos na mesma...

    ResponderExcluir
  11. Que fofo! *----* Quem dera se pudesse acontecer isso mais vezes... Fico pensando se um dia eu poderei ver casais homossexuais andando livres por qual quer lugar e em qualquer hora sem olhares maldosos... ^^

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!