26 de junho de 2014

Existe relacionamento "desinteressado"?


Esta semana um amigo, de 65 anos, contou que está se relacionando com um rapaz de 25 anos. Mesmo eu tendo uma diferença de 20 anos com o Mr. Jay, a diferença de 40 anos entre ele e seu namorado me deixou um pouco "passado e engomado".
Não que eu duvide que ele esteja gostando do rapaz, ou que o rapaz esteja gostando dele, meu amigo é um homem bem inteligente, viajado, com um bom papo, tem alguns problemas de saúde, mas é um homem bonito e é um grande cuidador, cuidou e educou os filhos biológicos que teve, cuidou da mãe e cuida do irmão.
O rapaz, que parece ser de uma família simples, de poucos recursos financeiros, eu não conheço pessoalmente, mas pelo que meu amigo contou, é muito atencioso, carinhoso, também um cuidador. Eles se veem pouco, em função do trabalho do jovem, mas o relacionamento está rolando há quase 1 ano e parece ser bem sério. Meu amigo até disse que está ajudando o rapaz a tirar carta de motorista - e quem sabe até compre um carro para ele - para ficar mais fácil quando sairem juntos e meu amigo não estiver com disposição para dirigir.
Nem preciso me defender, ou reafirmar, o quanto eu sou a favor de relacionamentos estáveis (namoro, casamento ou outra coisa parecida), mas eu me peguei pensando em que interesse um rapaz tão jovem poderia ter numa pessoa tão mais velha... seria o rapaz um interesseiro que estaria usando a carência ou bondade do meu amigo? Acho que é o mesmo pensamento que temos quando vemos um cara bem mais velho com uma mulher "piriguete" e "loira" a tiracolo, ou quando vemos um garotão e uma jovem senhora...
Do alto do meu "preconceito" eu pensei que devia  falar para meu amigo se cuidar, perguntei se tinha sido o rapaz que tinha pedido para ele ajudar a tirar a carta ou comprar o carro (não foi), dei um exemplo (falso e inventado na hora, mas plenamente possível) de um outro amigo que tinha sido ludibriado por um rapaz mais novo que tinha lhe roubado e meu amigo me contou que tb se preocupava e estava atento a isto, mas que o rapaz não era deste "tipo"...Estaria ele iludido? OU eu sou um sacana por pensar nisto?
 
Fiquei imaginando... o que eu pensaria se minha mãe aparecesse com um namorado 40 anos mais novo que ela? Eu ficaria feliz por ela ou ia achar que o cara estava dando um golpe?
 
No caso do meu pai eu nem me preocupo, as "peguetes" dele são sempre nesta faixa - 30 a 40 anos mais novas - mas meu pai é um sem vergonha e com certeza é ele que se aproveita delas! Mas também faz muitos "favorzinhos" e dá muitos "presentes" para garantir elas em volta dele...
 
Estaria meu amigo sendo enganado por um rapaz interesseiro? O que você acha? E se fosse com sua mãe ou seu pai, o que você faria?

Este texto continua AQUI

29 comentários:

  1. Olha, "sacana" eu não sei se é a palavra, mas já que você perguntou eu acho seu pensamento extremamente preconceituoso e mesmo hipócrita (a palavra soa/lê mais forte que minha intenção ao escrevê-la). Afinal você também vive um relacionamento com grande diferença de idade.

    Então a pergunta não é "e se fosse com seu pai?" mas "e se alguém te dissesse o mesmo, sobre você e J?"

    A questão é a diferença de idade ou a suposta ajuda financeira? Se o problema é o rapaz ser mais pobre, isso quer dizer que você acredita que não existe amor entre classes sociais diferentes? Ou que ajudar o rapaz não é um ato de amor, se existe a possibilidade de seu amigo fazê-lo? Eu sinceramente não vejo diferença entre presentear um carro ou uma flor, se a condição financeira permite, porque o valor "material" das coisas é algo tão... superficial... Mas deixo ainda uma outra pergunta: se formos por aí, não é o seu amigo que está se impondo sobre o rapaz, por ter mais condições? E se for a diferença de idade... você acha que seu amigo é tão mais experiente que você e o rapaz é tão menos sabido que o J? 25 anos já é um homem e de 50 pra 65 não há nenhuma grande diferença, afinal.

    Em tempo: pense que também pode ser muito humilhante pro rapaz, se ele é bacana, receber ajuda do seu amigo e os olhares de reprovação dos amigos deste.

    De novo, se estou soando "agressivo" é porque seu texto mesmo diz que o rapaz não pediu ajuda, que seu amigo é inteligente e vivido e que você acredita que ambos se amem.

    Portanto, meu amigo... o problema parece estar mesmo em seu pensamento. Não fique brabo comigo, foi você que pediu pra gente opinar. :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eduardo! Não tem nem porque, nem como eu ficar chateado com o que escreveu, ainda mais porque discordaste de uma maneira tão educada... Na realidade este é o começo de um texto que estava ficando longo e resolvi dividi-lo, só que esqueci de avisar! Eu tenho meus preconceitos e estranhamentos sim, escrever é um exercício para melhorar, ouvir as opiniões também! Se não fosse assim eu nem deveria ter um blog, deixaria tudo guardado! Mas minha reflexão vai justamente na direção do título, que sempre existem interesses, nada é desinteressado, como vc mesmo disse, o velho tb deve ter seus interesses no novo...Obrigado pelo que escreveu! E eu que peço para não ficar bravo e chateado com minhas abobrinhas! Beijos!

      Excluir
    2. Oba! Beijo! Adoooro! :-) Bom, note que eu critiquei o pensamento, não você. Portanto, a "brabeza" foi para com a ideia. ;-) Beijo de volta!

      Excluir
    3. Acho lindo como os grandes são gentis.
      soou irônico, mas não foi,
      é tão bonitinho vocês discutindo as opiniões de forma madura e educada, fofo!!!

      Excluir
  2. Bom minha mãe namora e é casada com cara mais novo e sim ele rouba e continua roubando ela ate hoje e ela sabe disso. O que seria isso amor, paixão? Bom não sei o que eu creio que o que leva uma pessoa velha se interessar por uma pessoa nova é justamente a juventude. Acho que uma pessoa nova ta loca pra saber o que é amor e viver intensamente tudo o que se pode no momento . E isso pra uma pessoa de idade avançada ou velha é ótimo porque muitas vezes elas se sentem fadadas a cuidar dos outros, da sua casa, e se relacionar com um jovem traz mais folego e é claro tem que ter bastante cautela porque tem jovens e jovens. Assim como tem velho e velhos. Mas eu creio que tem um balanço nisso tudo sim pode se achar um equilibro claro isso é causa estranhamento pessoas velhas junto de pessoas mais novas mais isso pelo fato de que tempo uma visão programada de achar que quando estamos velhos temos que ter uma vida normal, casados e muitas fezes infeliz. Quem parte contra isso é claro tem que estar preparado pras criticas e apoio. Afinal acho que o mais valido disso é o que realmente os dois devem sentir seja na cama ou um estado de companheirismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito Thomas! concordo com o que disse, mesmo que a equação tenha alguns denominadores incomuns o que interessa é o resultado final! abraços!

      Excluir
  3. É meu querido, casos e casos, esse lance de idade sempre será um paradigma na sociedade em que vivemos não acha?! Por que não podem se apaixonar, tendo uma diferença de 40 anos?! Cada cabeça uma sentença, na minha opinião. Toda e qualquer forma de relacionamento eu acho fofinha e muito bonita, no caso desse teu amigo, ele já é bem grandinho e vacinado não é, ele deve saber o que é melhor pra ele, e se o jovem rapaz faz bem pra ele, cuida dele e tudo mais, por que não acreditar que possa existir um amor ai?! rs rs rs perguntas que só eles dois podem responder.

    Caso não for isso, com toda certeza vamos sentir muito por não ter dado certo, e pelo menino não ter valorizado a pessoa que tinha ao lado. Com toda certeza perdeu um grande homem. Só o tempo será capaz de dar essas respostas, e se já estão ah um ano juntos, é por que a resposta tem sido positiva.

    Espero que ambos sejam muito felizes! E que esse relacionamento dure enquanto ambos estiverem felizes. Reafirmo aqui: Cada cabeça, uma sentença. Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tambem estou torcendo por meu amigo caro Horn! Eu quiz justamente pensar sobre este estranhamento, sobre a visão pre´via que temos das fórmulas que dão certo! ou São mais "corretas". Obrigado pelo comentário! abs!

      Excluir
  4. caramba !!!
    que texto , bom eu vou por minha opinião ; a gente não escolhe de quem , o que , como , onde gosta , correto ? Se a pessoa gosta e é correspondida, não vejo nenhum problema a difereça ,até porque tudo que é novo encanta e tudo que é velho é de admirar e respeitar, um pode completar o outro. O tempo mostra o que é de fato , e qual o problema se o garoto tiver interesse afinal ele está dando carinho , amor, suporte. Estamos sempre interessados, em coisas, pessoas , o mundo não é muito diferente disso , vc mesmo citou vários exemplos , sou a favor do amor, independente de idade, cor, sexo, raça e das próprias escolhas feitas por cada pessoa

    ResponderExcluir
  5. Honestamente, acho que não é tão linear assim.
    As pessoas tendem a cair no cliché que a pessoa mais nova irá se aproveitar do trouxa mais velho porque está "encadeado" pelo vigor do parceiro, mas o contrário também acontece.
    Pela mesma moeda, seu amigo poderia se aproveitar do tal carinha mais novo, utilizando a experiência de vida que é bem maior.

    Não me parece que seja relacionamento por interesse, até porque se fosse relacionamento por interesse, em um ano já teria sacado mais da relação do que uma carteira de motorista,parece que estão ainda meio que sondando terreno, indo com calma e tal... e não vejo porque não. Se eu era capaz de me relacionar com alguém com uma distância etária tão grande da minha? não creio que sim - mas nunca direi nunca né - mas há gente com espirito jovem e gente com alma de velho - É surpreendente a quantidade de pessoas da minha idade (24/25 anos) que tem idade mental de 90 - e vice versa. É tudo muito relativo de pessoa pra pessoa.

    Se acontecesse na minha família, poderia até estranhar mas da mesma forma que espero que respeitem minha vida pessoal respeitarei a vida alheia, afinal, família não é propriedade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem razão Miguel! é jsutamente o que penso, mas o fato de eu dividir o texto é que criou este mau entendimento! abs! obrigado pelo comentário!

      Excluir
  6. me surpreende esta atitude de vc porque os 20 anos entre vc e o Mr. Jay e os 40 do seu amigo não fazem a menor diferença, qualquer pessoa poderia dizer que o Mr. Jay estava fazendo exatamente a mesma coisa com vc. Além do mais, faz 1 ano, meu Deus, que seu amigo se relaciona com o menino. UM ANO. Você acha mesmo que se este garoto fosse um vigarista mesmo ele teria esperado tanto tempo? Olha que eu falo com experiencia. Os caras que chegam em mim sempre são deste tipo que vc está preocupado! Sempre! E nenhum deles espera sequer o segundo encontro para mostrar ao que veio, eles não têm a menor vergonha de se mostrarem aproveitadores, ninguém entra nesta viagem enganado. Se este garoto fosse mesmo alguém querendo somente o conforto material que seu amigo pode fornecer, não acha que ele estaria já na casa do seu amigo? UM ANO!!!
    Sério, fiquei chocado lendo seu texto. Como você pode ser tão preconceituoso quando vive a mesma situação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foxx, tanto eu quanto o Mr. Jay já sofremos preconceito por nos relacionarmos com pessoas com grande diferença de idade em outros relacionamentos que tivemos. O que importa é o que acontece dentro da relação e não o que os outros pensam não é mesmo? Obrigado por comentar!

      Excluir
  7. Meu caro amigo mais apedrejado que Maria Madalena....

    Todo relacionamento humano é baseado em trocas.
    Não é O QUE se troca que incomoda.
    O que incomoda é O COMO se dá essa troca.
    Não vejo similaridade alguma entre o seu relacionamento com Mr. Jay e o caso que você relatou.
    Você conhece o seu amigo a muito mais tempo do que todos e tem muito mais dados para levantar a suspeita que ele esteja sendo "enganado".
    Não acho que sua suspeita seja fruto de um pensamento hipócrita ou preconceituoso. Ele vem como fruto da observação e da sua própria vivência.
    Assustou-me o coro de vozes se levantando em sua direção acusando-o sem levar em consideração que VOCÊ É QUE CONHECE seu amigo e não nós.
    Os membros desse coro desafinado dos "deixa pra lá esse preconceito" ou dos "tudo é divino, maravilhoso" deveriam olhar para suas próprias vidas e refletir o tanto de preconceito e hipocrisia que existe dentro deles.
    Sugiro seriamente que todos aqui leiam ou releiam todo o seu blog para entender que hipocrisia e preconceito é algo que existe em parte diminuta na sua vida!

    bjs consoladores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido José Antonio! Obrigado por sua palavras, acho que eu deveria ter ido até o fim no meu texto, ao invés de dividi-lo em duas partes, pois isto facilitiaria a compreensão de meu ponto de vista! mas eu acho que as duas visões são possiveis. Tanto os que acreditam que nunca existe interese quanto aquelews que acham que sempre existe interesse!
      Maria Madalena Agradece!

      Excluir
  8. Sinceramente, quem não tem preconceito com nada nessa vida, que atire a primeira pedra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e ter preconceito de quem tem preconceito já é preconceito não é mesmo Douglas?
      abs, obrigado pelo coment!

      Excluir
  9. Muito polêmico este texto, acredito que o único que poderá responder se é interesseiro ou não é o próprio namorado do seu amigo, mas mesmo que esteja sendo interesseiro, seu amigo está feliz e mesmo que você se preocupe com seu amigo não há muito o quê fazer, deixe seu amigo ser feliz então... rs

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E sinceramente amigo de multiplos egos, eu nem imaginava que ia gerar tanta polêmica e "discursão"! abs

      Excluir
  10. Não conheço as estatísticas, mas um bom número de relacionamentos entre pessoas mais novas e pessoas mais velhas tem subjacente algum tipo de interesse material, daí que o ordenamento jurídico de Portugal, e acredito que o do Brasil também, contemple regime de separação de bens obrigatório quando um dos nubentes tem mais de 65 anos, creio (teria de consultar a legislação em vigor aqui).

    Evidentemente, acredito que uma pessoa pode apaixonar-se por outra mais velha ou vice-versa. O amor não conhece idades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheça a legislação a fundo, mas o regiume de separação total de bens é obrigatório a partir de certa idade, lembrando que mesmo sem casamento um pode exigir do outro o pagamento de pensão... obrigado pelo coment!

      Excluir
  11. Penso que eles podem gostar verdadeiramente um do outro. Porque não? Contudo, caso me dissessem que aí existia interesse material por parte do mais jovem, eu não ficaria espantado. Posso estar a ser preconceituoso, como tu, mas é o que penso, na verdade.
    Agora, sendo uma relação já com um ano... Talvez seja mesmo verdade. Contudo, o facto de estarem longe um do outro, não sei se abona a favor da relação...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Horatius! leia a segunda parte de meu post, acho que explica um pouco o que penso! abs!

      Excluir
  12. Meu amigo... mexeste em um vespeiro!!!

    Olha... eu acho que você foi bastante respeitoso e cuidadoso na sua exposição, gostei também do contra ponto do Edu... não vou questionar o teu relacionamento, porque da mesma forma que você não deve ter revelado tudo sobre essa questão (por questões éticas e tudo mais), nós conhecemos muito pouco de você e o Mr Jay também.

    O que fica para mim é que se isso o angustiou, não deve ser a toa... Mais que isso, talvez esse texto pudesse ter escrito por mim, por mais que eu respeite e conheça histórias de pessoas com grande diferença de idade que vivem histórias bonitas, também conheço histórias não tão boas assim.

    Na verdade... acho que pouco vai adiantar a minha opinião, ou a de qualquer um aqui... só o tempo vai mostrar o que de fato movia os dois.

    Respondendo ao seu questionamento, eu não tenho "dados estatísticos" para dar uma opinião embasada, mas posso te dizer que provavelmente meus pais nem saberiam sobre essa relação, porque acredito que houvesse muito pouca chance dela se concretizar. Eu particularmente partilho das mesmas dúvidas, e talvez até preconceito, que você...

    Legal mesmo teu texto viu... Obrigado pela coragem de postá-lo e pela discussão que ele rendeu, foi bem bacana ler a discussão que o texto gerou.

    Grande abraço (ótima semana!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E vou te confessar Latinha, nem imaginava que ia dar tanto pano para manga! abs!

      Excluir
  13. O meu pai,qdo era vivo,"ajudava"várias amigas 30/40 anos mais jovens q ele,eu ficava furiosa mas ele sempre me explicava que não se importava se aquilo era amor ou interesse da parte delas,desde q elas o tratassem bem e o fizessem feliz-e ele era,enganado ou não,feliz do jeitão dele..nunca entendi isso direito,mas nunca me senti no direito de "avisá-lo",sei lá,cada um faz suas escolhas..quem sabe esse seu amigo não pensa parecido em relação ao tal rapaz?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é isto ai Madi! "cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é!"

      Excluir
  14. É fácil, politicamente correcto, apontar o dedo ao preconceito, todos nós já fomos alvos de preconceito sob uma míriade de formas.

    Mas se fosse um amigo meu de 65 numa relação com um homem de 25, sem conhecer o rapaz o meu primeiro pensamento seria de questionar o interesse, tem a ver com a comunidade que é obcecada com ideias erradas de que a juventude é eterna e quando já não é jovem então estar com alguém jovem traz juventude.

    Um texto interessante que só quando alguém é confrontado ao vivo e a cores é que pode dizer o que pensa. No seu texto houve preconceito sim, mas houve a coragem de o assumir que é coisa que poucas pessoas têm.

    Contudo acredito que podem haver amor verdadeiro ali, porque não? Talvez por isso eles se completem. O seu amigo pode estar numa situação em que se preocupa, por questões de longevidade, que poderá não estar sempre para ajudar aquele que ama, tudo é legítimo e só eles mesmo sabem o que os movem.

    ResponderExcluir
  15. Achei linda sua frase final, "O seu amigo pode estar numa situação em que se preocupa, por questões de longevidade, que poderá não estar sempre para ajudar aquele que ama, tudo é legítimo e só eles mesmo sabem o que os movem." acho que ela exprime bem os sentimentos que podem estar envolvidos, ainda mais no caso dele que é um cuidador!

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!