26 de agosto de 2014

Quantos amigos você tem?

(1)
 
Outro dia o Mr. Jay estava viajando e me perguntou o que ia fazer no domingo, eu estava sozinho porque a filha também estava viajando, e eu disse que ia almoçar com meu afilhado - que agora está morando em SP por conta da faculdade. Ai o Mr. Jay falou: "você precisa sair mais com amigos, fica sempre saindo com a família. precisa sair e fazer amizades" (2)
 
Foi um misto de conselho, encorajamento e bronquinha... Ai me peguei pensando.. eu realmente sempre tive uma certa dificuldade de ter grandes amigos e amigas, eu nunca fui de nenhuma "turma"... nunca fui de sair com colegas de trabalho, viajar de turma com os amigos da faculdade...  eu fazia isto, é lógico, mas quem tem realmente muitos amigos faz isto muito mais, passa TODO ANO o carnaval com amigos em  Floripa por exemplo.
Fiquei pensando  em vários motivos que poderiam explicar isto:
 
Uma primeira explicação pode ser o fato de que pretenciosamente me considero um espírito livre, independente, que nunca precisou  pedir muitos conselhos para decidir coisas, sempre fui bom em aconselhar, em estar junto, mas nunca fui muito aberto com as minhas coisas. Nunca fui de pedir conselhos provavelmente porque não estava disposto a segui-los se não me agradassem.
Mas acho que isto, eu não ser muito aberto, guarda uma relação direta ao fato de que estive um tempo dentro do armário -  eu não podia ser eu mesmo para muitas pessoas á minha volta, especialmente na adolescência, que é quando as grandes amizades são forjadas. Eu de certa forma me treinei a ser menos autêntico e aberto, e acabei condicionado.
A outra questão que influencia no fato de eu ter um grupo pequeno de amigos é que eu sou o que as pessoas chamam de "pessoa orientada para a questão familiar", eu semprei dei valor a isto, sempre fui adepto de relações longas, de estar próximo á família - estar com o namorado, cuidar da filha, manter uma estrutura de casa funcionando, estar próximo a mãe, aos irmaõs e sobrinhos, estas pessoas sempre ocuparam mais tempo e prioridades na minha vida. E não foi nada forçado, ou por falta de opção - eu sou um cara até interessante, com alguma cultura e educação - mas era uma questão até de matemática, se você tem que reservar tempo para criar um filho vai ter que abrir mão de outras coisas! E, afinal de contas, você pode ser amigo de sua família não pode?
 
Com o surgimento das redes sociais é muito comum a gente ouvir: "quantos amigos você tem no FACE?", "eu tenho x seguidores no instagram!", "quantos LIKES você recebeu na sua foto?".
Eu não tenho muitos amigos nas redes.
Eu não sou bobo de querer "qualificar" se as amizades virtuais são melhores ou piores do que as reais, eu acho que existem amizades de todos os tipos, desde os colegas de trabalho até os amigos blogueiros virtuais, passando por aquela pessoa que só de vez em quando dá um like numa foto sua, ou alguem que você lembra de quando vem um aviso na agenda que é aniversário dele.

Com a filha crescida, com o plano profissional estabilizado, com um namorado apoiador, eu tenho tido tempo de pensar melhor nisto, de trabalhar estas questões, neste fim de semana, por exemplo, vou para o Rio para o encontro do pessoal que vai comemorar o aniversário do grupo Homopater.. reforçar os laços de amizade! Mas que não sejam amigos e amigas do tipo "ana claudia" não é mesmo?
Se bem que pode ser que eu não tenha muitos amigos porque eu sou chato, tenho bafo ou catuco o nariz não é mesmo?

E você? Tem muitos amigos?

(1) "andar com um amigo na escuridão é melhor que andar sozinho na claridade". A frase é da célebre escritora Helen Keller -  cega, surda e muda desde criança. Se não conhece a Helene Keller clique aqui pois vale a pena.
(2) a parte engraçada foi que ele falou que eu tenho que sair com amigos da minha idade, nada de arranjar "amiguinhos" de 20 anos... e quando eu peguntei se ele estava com ciuminho ele disse que confia em mim, "mas não confia nos garotinhos perto de um tiozão"! rsrsrsr


EmTempo: Eu tenho uns 50 amigos no FACE pessoal, uns 300 no FACE profissional, não tenho Instagram, tenho uns 10 amigos no Swarm/Foursquare e uns 280 seguidores aqui no blog.


 

30 comentários:

  1. Sempre tive poucos mas bons amigos ... Nunca fui de ter turma de amigos ... Ontem e hoje curto e muito sair com meus amigos ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc parece ser um cara que cultiva amizades mesmo Bratz, e eu vejo o carisma que vc tem com seus amigos! Isto é um DOM com certeza!

      Excluir
  2. Sou como o Paulo, tenho poucos mais bons e sólidos amigos. Aqueles que se liga de madrugada pedindo auxilio e em 5 minutos estão na porta de casa. Sempre tive pra mim que pessoas com muitos amigos, cheia de turmas na verdade é um solitário. Se tiver 1 apenas 1 bom amigo ja se pode considerar feliz. Não da pra dividir com muitos, não da pra ter intimidade com uma galera gigante. prefiro ter muitos colegas e pouquíssimos amigos.

    Quanto ao questionamento feito sobre o senhor de rua e carrinho dado a ele, digo que foi sim perguntado a ele o que realmente queria. mas o desejo dele era inviável em todos os sentidos. procurou-se profissionais do ramo para confeccionar o carrinho, e levando em consideração ser ele um homem de mais de sessenta anos, obeso mórbido, com problemas nas permas e agora sabido ( nunca quis trabalhar na vida) ficaria impossível dar o que ele queria, um carro de quatro rodas que necessitaria de freios e força física grande para manuseá-lo. A empresa que confeccionou cobrou apenas o material e são do ramo. Fazem carroceria para reboque e similares. Na verdade após esse evento percebeu-se que o tal Sr. Fabiano na verdade não é tão coitadinho como se pensava. Muitas pessoas entraram em contato com a menina relatando formas de ajuda das quais ele se livrou de todas. Cobertores, roupas, comida, até mesmo um abrigo. Ele gosta de ficar na rua, ao relento, e contar histórias dramáticas. o que deixou a todos revoltados, é que durante a execução da peça ele acompanhou por fotos e estava satisfeito, mostrou-se compreensível com seu estado de saúde e que não teria condições de manusear aquilo que idealizou. O problema se agravou por que no dia que lhe entregaram o carrinho ele ofendeu a todos de forma ingrata e desfez-se imediatamente do presente. Até mesmo a reportagem local que acompanhou todo o processo ficou boquiaberta com a reação dele. por isso após o evento muitos se manifestaram contando histórias sobre ele. A menina que organizou tem 23 anos, ainda é criança e recém formada. está numa fase de idealização do mundo. Tudo foi feito com intuito apenas de gerar um meio de trabalho para ele. Compreendeu? Não havia na atitude dela nenhuma esperança de gratidão da parte dele, por que sabia ser um homem humilde. Ele não precisava ofende-la, só isso.

    Me alonguei mais que vc aqui...rs rs rs...

    abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafa Rafa Rafa... eu não sabia de metade da missa ... realmente a menina fez tudo nos trinques e o tal fabiano (em minusculas mesmo) não merecia metade da atenção dela, e pelo jeito , deoutros que tb tentaram ajudar! so espero que sua amiga não desista de ajudar os outros, o mundo precisa de pessoa como ela! abraços

      Excluir
  3. Cada vez mais tenho menos amigos.... Mas estão ficando apenas os melhores... rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CARA, acho que os que ficam são mesmo os amigos, os outros são "colegas" não é? abraços e obrigado pelo coment!

      Excluir
  4. Bom...eu me considero seu amigo e meu amigo eu sou do tipo de amigo seletivo as raias da demencia!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OWN! è verdade Jose Antonio, já te coloco na lista dos amigos com certeza.... agora...não sei se topo este lance de DEMÊNCIA... fico com medo de psicopata! rsrsr

      Excluir
  5. Também sou um cara de poucos amigos...e minha dificuldade de fazê-los é meio parecida com a tua....me falta confiança nos outros...por conta de um histórico do passado e do armário....enfim...vou seguindo a vida assim....
    Confesso que isso me maltrata muito as vezes.... a solidão dói....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentario, acho que vc tem razão, a gente no armarionão aprende a confiar nos outros. Eu nem reclamo de solidão Mabe, mas realmente meu circuloé beeem pequeno! Mas o que vc esta fazendo para mudar isto? abs

      Excluir
  6. Quanto mais velhos, menos amigos. Os fracos, que não nos aguentam, vão ficando pelo caminho. Só fica quem soma em algo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Douglas! o tempo tambem dá uma "decantada" nos amigos, e sem duvida os que sobrevivem são os de boa safra!

      Excluir
  7. Bom, já te convidei pra um café lááááá atrás na história desse blog (Foxx é testemunha). Mas agora o J provavelmente ia me achar gato demais pra deixar, rsrs (brincadeira!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Eduardo, desculpe se eu não fui receptivo ao seu convite! Que tal tentarmos marcar um encontro de blogueiros um dia destes? Abs

      Excluir
    2. Silvio Santos Braccini vem aí, lá lá lá lá lá lá... ;-)

      Excluir
  8. Eu tenho pouquissimos amigos apesar de estar sempre envolvido em inúmeros grupos, na Igreja, nos grupos que eu canto, conhecidos gays, blogayros, twitter, etc! Mas amigos como você fala, para sair, passar tempo junto num fim de semana, eu não tenho. Vivo em Natal muito sozinho, portanto passo meus fins de semana lendo ou assistindo tv.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nas outras cidades me parece que as amizades são mesmo mais dificil, especialmente para quem vem de fora! abs Foxx

      Excluir
  9. eu tenho uma certa trava para amizades, nao sei o porque disso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu não diria que sou travado, é questão de prioridade, mas eu te entendo perfeitamente Dry!

      Excluir
  10. Eu tenho muitos conhecidos, poucos amigos, uma turma desde a época da escola. E desses, nenhum faz parte da minha família. Eu passei por um processo bem oposto ao seu, que foi o completo afastamento das relações familiares, porque eram bem tóxicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parentes tóxicos merecem uma boa de inseticida e isolamento! E os amigos são a família de escolha! abs.. aliás, o utlimo texto do seu blog estava otimo!

      Excluir
  11. Então... na linha do "eu ando pelo mundo", eu acabei em uma situação que não tenho assim amigos de infância, isso é algo que eu preciso um dia escrever a respeito.

    Não tenho muitos amigos, mas conheço muitas pessoas bacanas que em algum momento foram fundamentais para mim... quanto aos amigos, podem não ser muitos... mas são daqueles que podemos contar a qualquer momento. Ano passado, uma das minhas irmãs se casou... e mesmo sendo em outra cidade... tivemos a chance de juntar um grande grupo de amigos... pensa na farra.

    Um grande abraço! ;-)

    ResponderExcluir
  12. disse tudo quando disse que dá pra ser amigo da sua família.

    não vejo mal nenhum nisso.

    sinceramente, nem sei se eu pensaria tanto sobre o assunto. agora eu vou ficar pensando se devo pensar sobre esse tipo de coisa,

    ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehehe Antonio, não era esta a intenção, desencana de se preocupar com isto! abs!

      Excluir
  13. Meio que me identifiquei com este post.
    Sou uma pessoa expansiva e me relaciono facilmente com outras pessoas, mas no fim de contas não tenho muitos amigos... nem sinto falta. meu ultimo ex vivia dizendo isso, em tom de bronca mesmo.
    No meu facebook (só tenho um pra tudo xD) tenho por volta de 130 pessoas. Acho que nem tanto. E não sinto necessidade de viver adicionando colegas de trabalho se não tiver qualquer tipo de ligação.
    Os poucos que tenho me chegam, afinal qual é a lógica de viver colecionando "amigos" e forçar afinidades?
    Nunca hei de entender.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu não diria que eu fico forçando, mas realmente eu acabo não permitindo um envolvimento, um convivio, maior, minhas outras atividades e compromissso não me deixam tempo...ou eu acho que nao deixa

      Excluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Eu era muito popular na minha adolescencia, hoje em dia tenho vários amigos ainda da adolescencia em uma cidade e da fase adulta, em outra cidade, mas sou um cara de mais observar do que falar, então tem horas que me sinto meio distante de todos, mas tenho muitos bons e velhos amigos !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca fui muito popular Marcus, sem pre fui amigos de muito poucos e como era um NERD DE CARTEIRINHA eu não me encaixava nos padrões de popularidade! abs

      Excluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!