19 de outubro de 2014

e namorar? quem quer?

Engraçado como existe uma espécie de conspiração "cósmica"... seria a tal da consciência coletiva?

Eu já tinha escrito o post anterior, que falava sobre os efeminados no mercado de trabalho, quando encontrei um conhecido meu:
Parabéns pelo seu namoro - disse ele!
Obrigado, e você, está namorando? perguntei
- Não, vc sabe, ninguém quer namorar as pintosas!

Incrível não? Este tipo de coincidência me fascina!

No começo da minha vida gay, antes de me assumir, me aceitar, eu tinha bastante estranhamento com os gays mais efeminados, evitava estas pessoas e nem passava pela minha cabeça sair ou me relacionar com um cara que desse muita bandeira...
Algo parecido com aquele clássico papo de "eu não frequento o meio gay, não gosto de guetos"...

Hoje percebo que isto tinha relação direta com minha homofobia internalizada, eu estar perto de pessoas que parecessem gays era um sinal direto de algo que eu queria esconder...
Com o tempo fui melhorando, mas foi o meu processo de aceitação que fez com isto mudasse... no final acabei me relacionando com alguns homens que eram bastante "pintosos" e sempre tive amigos que fazem o radar gay de qualquer um apitar bastante.... Eu poderia dizer que com o tempo eu fui me tornando "mais" gay, ou melhor dizendo, eu fui me preocupando cada vez menos com isto. Eu mesmo já tive amigos que me "puxaram de lado" para perguntar porque eu estava saindo com aquele cara tão efeminado, estilista de moda....
Mas eu também sei alguns que se interessaram por mim estavam ligados no fato de eu não parecer tão gay, de ser mais "masculino", como diriam. Eu até já escutei - Você não devia fazer isto porque você é "hominho", quando fui vestir uma roupa um pouco mais ... gay...

No post anterior o MARK comentou que esta questão pode  estar relacionada á permanente "desvalorização do feminino" que permeia toda nossa sociedade, e eu acho que ele tem razão, pois os efeminados são sempre associados á passividade sexual, no clássico jogo ativo/passivo e dominador/dominado. De certa forma o preconceito do feminino é mais atávico em nossa sociedade que o preconceito com relação ao gay, não é mesmo?
Eu respeito que a pessoa goste de alto, baixo, gordo, magro, branco, negro, efeminado ou masculino, especialmente quando as pessoas buscam um relacionamento elas tem em mente algum tipo de perfil que "encaixe" no sonho de consumo e na expectativa de felicidade de cada um. Mas quem já teve experiencia de relacionamento mais longo sabe que um relacionamento vai muito além disto.
Mas como, aparentemente, nem os efeminados gostam de se relacionar com os efeminados, ai fica mais dificil namorar mesmo, como disse meu amigo, e como várias vezes eu já ouvi o FOXX falar... Mas eu tb conheço vários que preferem os mocinhos mais "delicados" - para usar uma expressão vintage!

E vc o que acha? É mais difícil para um efeminado namorar?







22 comentários:

  1. Acho que existe sempre uma tampa para cada panela

    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é Francisco, o problema é que a quantidades de panelas e tampas é muito grande e esta dificil de descobrir a certa, eu sou um sortudo!

      Excluir
  2. De uma forma geral sim,gays afeminados tem mais dificuldade de encontrar namorados, como você citou, afeminados sofrem preconceito duplo, se forem negros triplo, embora eu sempre vi afeminados namorarem e pegarem nas baladas muitos mais que os ditos "hominhos". Uma coisa que não entendo, é essa incoerência dos próprios afeminados ao dizer que não curtem afeminados. E por incrível que pareça são os que mais vi soltarem homofobia pela boca. Uma vez sai com um guri afeminado que me disse que eu era muito hominho pra ser gay. Deveriam ser os primeiros a desvesti-se desse preconceito. Já num outro “extremo” dizem que os “héteros” preferem caras afeminados. O universo gay é mais heterogêneo do que se pensa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Dominus, heterogeneo demais ate! obrigadopelo coment! rsrs

      Excluir
  3. No fim das contas, eu só digo que é tudo muito, muito complicado. O ser humano gosta de complicar. Eu nunca namorei um efeminado, mas já senti atração pelo mesmo. Eu não considero um exemplo de macho, o homem ogro, que coça o saco e sai cuspindo em tudo quanto é canto.
    Namorar está difícil pra todo mundo, com essa virtualidade das relações e a facilidade em se trocar de parceiro é difícil encontrar alguém que esteja disposto a enfrentar as dificuldades e viver as alegrias ao lado de alguém. Mas concordo com o comentário acima, que mesmo sendo efeminados, os gays que são mais "pintosas" pegam geral, com mais facilidade. A questão é: será que os homens, os machinhos, curtem os efeminados somente para transar e para se relacionar não? Voltando...é tudo muito complicado. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentario JM! eu nao sei dizer se o mundo virtual piora ou melhora isto, acho que as relações são um fruto de nosso tempo, de querer tudo pronto! sem muito trabalho!

      Excluir
  4. Acho que é difícil pra qualquer um achar alguém pra namorar.

    Embora a questão do preconceito internalizado entre os próprios gays pode deixar o negócio bem mais complicado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade SAM! namorar não esta fácil para ninguem! obrigadopelo coment! abraços!

      Excluir
  5. Sabe que eu não tinha pensado na questão pelo prisma do Mark? Interessante... Será?? Eita...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este lance do Blog é interessante por conta disto não émesmo? a gente sempre pode ver novos pontos de vista! abraços

      Excluir
  6. Acho que "namorar" já é tarefa árdua... se neguinho ficar cheio de requisitos e pré-requisitos fica mais complicado ainda. Tem gente que - faz tanta exigência - que mais parece estar contratando funcionário do que procurando um parceiro. E de mais a mais quando "O" encontro acontece - com aquele que é para ser seu - a maioria desses "detalhes" cai por terra! #sóacho! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hauhuaushushus, rindo do comentário do Fred. No entanto, quando for mesmo para acontecer, não importa se o cara é afeminado ou não. Conheço alguns colegas que são super discretos e que de repente se viram namorando outros nada masculinos.. É a vida né ? Abração !

      Excluir
  7. Bom dia rapaz, como vai ?
    Estive afastado da vida virtual por longos meses, devido a problemas pessoais, e aos poucos estou visitando as páginas dos amigos. Espero que esteja bem.

    "Hoje percebo que isto tinha relação direta com minha homofobia internalizada, eu estar perto de pessoas que parecessem gays era um sinal direto de algo que eu queria esconder..."

    Creio que para os homens discretos, sair do armário, ou demonstrar algum sinal que é gay, é uma tortura quase que constante. Eu já passei por isso, e muitos aqui também. Sempre namorei caras discretos, e com a maturidade do tempo, fui levando para o meu convívio colegas afeminados. A questão é o seguinte: gosto é igual a bunda, cada um tem a sua e com o andar das coisas, passamos a não esquentar mais com opiniões alheias. Gostem de mim, do jeito que sou, ou então parte pra outra.

    Abração amigo
    Fique na paz,
    Dan
    http://gagopoetico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ainda bem que você voltou... agora cuide bem do seu blog... e da sua bunda! rsrsrsr

      Excluir
  8. Grande parte dos gays possuem um preconceito interno, reprimido... Infelizmente é assim. Já presenciei casos de "meio afeminados" tirando sarro de afeminados, meio que competição de recalque rs...

    O mundo anda cheio de possibilidades, tudo é questão de gosto e gênero.
    Assim como você, eu também já tive um "certo" preconceito, mas o sol brilha pra todos, cada um tem sua essência e vive como achar melhor...

    * Bacana seu post e seu ponto de vista.

    Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. como vc Ro eu também evolui e melhorei meu ponto de vista! ainda bem não é? obrigado pelo coment!

      Excluir
  9. Oi amigo.
    Vejo que muitos gays, com a ilusão de que serão menos perseguidos e oprimidos, fingem que são menos "gays", assimilam o discurso da sociedade opressora e tentam, achando que são discretos, responsabilizar os mais delicados pelas mazelas, criando muitas vezes essa barreira mental de que não devem se relacionar com os mais delicados.
    Não posso dizer que é mais difícil para todos namorar, já que conheço algumas "pintosas" muito bem casadas... O que percebo, é que difícil mesmo é pra quem vive no mundo da exigência... seja ela física, de atitudes ou de ideias. Parabéns pelo tema. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Vilser, a lista de exigências é enorme...

      Excluir
  10. Uma coisa realmente complexa ... a questão da homofobia é generalizada até entre nós e temos q trabalhar muito isto, principalmente eu aqui ... mas na prática não vejo qualquer relação entre isto e o fato de se relacionar ... conheço travesti q namoram a longo tempo, gays "pintosos" na mesma situação e outros tipo "hominhos" na mais completa solidão ...

    Vai entender né?

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bratz como sempre um homem sábio! beijos

      Excluir
  11. Bem, concordo com vc! Não tá fácil pra ninguém, pra quem é efeminado, menos ainda... Infelizmente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. como diria aquele ditado popular... "num tá facil para ninguem" rsrsrsr bem citado! abraços

      Excluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!