21 de fevereiro de 2015

HOPELESS

Cada idioma tem suas palavras que eu considero perfeitas... Hopeless, do idioma inglês, é uma delas... o equivalente em português seria SEM ESPERANÇAS, ou "desesperançoso", mas Hopeless pode ser ás vezes interpretado como "desesperado"...
....vamos concordar, Hopeless é bem mais bonita que "desesperançoso"!
Com os últimos acontecimentos - os escândalos de corrupção, a violência do estado islâmico, o calote eleitoral - eu tenho visto muito gente sem esperanças... mas eu fiquei muito triste e até perplexo quando minha filha exprimiu este sentimento... ela se dizia Hopeless em relação ao ser humano, em relação ao futuro da humanidade, em relação ao Brasil.... dizendo que não valia a pena fazer certas coisas pois - não tinha jeito mesmo!
Eu fiquei triste em ver uma pessoa de pouco mais de 18 anos, que acabou de entrar na faculdade, dizendo que não via muito futuro no país, nas pessoas... mesmo dando um desconto para o espírito crítico dela, eu vi que ela estava falando sério...
Tá certo que eu sou um otimista incorrigível, que sempre vejo o melhor das pessoas, sempre vejo o lado positivo das situações, sempre consigo achar motivos para ter esperanças no ser humano... e isto também não é muito saudável... este excesso de "achar que tudo etá ótimo", mas se eu me sentisse Hopeless eu não sei se conseguiria tocar muita coisa adiante... 
...aliás, sem ter esperanças no futuro como é que se pode pensar em ter filhos?

Eu concordo que a situação atual não é para comemorar, mas como será que as pessoas se sentiam por exemplo, durante a segunda guerra mundial? Eu imagino que em alguns paises havia muitos motivos para não ter esperanças, mas será que as pessoas teriam sobrevivido á guerra e suas atrocidades se não tivessem esperanças? 

Não sei o que é melhor... ser um otimista e acreditar que apesar de tudo as coisas sempre podem melhorar ou ser um realista de não ter esperanças... E você? Hopeless?

Você só se torna desesperançado quando você coloca suas esperanças nas coisas erradas!

6 comentários:

  1. Fica triste não amigo, isto faz parte da vida ... já tive sonhos, ilusões mas nunca desacredito ... o ciclo da vida nos mostra q tudo muda de uma forma ou de outra ... ciclos mais ruins outros menos ruins ... Ela vai se aperceber disto logo logo ...

    ResponderExcluir
  2. Lembro de uma ópera onde a personagem principal cantava: "La speranza che delude, sempre!" ( a esperança que sempre desaponta)....A personagem que canta essa frase chama-se Turandot, uma princesa cruel, também chamada durante a ópera de "principessa di gelo"( princesa de gelo ) . Turandot acredita que toda a esperança leva a desilusão, então, melhor deixar de ter esperança do que acreditar nela e correr o risco de magoar...
    Muitos de nós, seja na vida real ou mesmo aqui em Blogsville, nos tornamos ou estamos nos tornando Turandot...
    Como você mesmo disse, os tempos atuais não estão propícios para a manutenção da esperança, mas vamos ter de enfrentar as consequências desses tempos "hopeless"....
    O grande terror da falta de esperança é acreditar que nada pode ser feito para que exista uma melhora..., ainda que mínima....
    Se não podemos mudar nosso país, que tenhamos esperança para defender nossos amores mais próximos...
    Os otimistas estão aqui para isso... para defender a esperança....

    Você mencionou as grandes guerras e a analogia é perfeita...
    A esperança não é uma entidade passiva... Ela é muito mais forte do que imaginamos.... O cinismo, filho da falta de esperança, é uma criatura preguiçosa.... Sempre vence pelo cansaço...
    Não guarde seu otimismo para você.....
    Defenda a esperança de sua filha....

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Já dizia Mario Quintana: "A esperança é um urubu pintado de verde."

    Não acho otimismo algo saudável. Ficar acreditando em algo sem fundamento para se acreditar naquilo é se iludir. E sou um cara bem pé no chão. Pra que construir um castelo de areia tendo a inocente esperança de que ele não vai se desmanchar durante 30 anos? Seu oposto, o pessimismo, tb não é legal, pq faz vc não acreditar em coisas que poderiam dar certo. O realismo, sim, pode dar o equilíbrio necessário...

    Eu compartilho a desesperança de sua filha: o ser humano, o futuro da humanidade e o Brasil não têm jeito a curto prazo. TALVEZ, num futuro muito distante, o cenário se mostre mais favorável. Mas, por enquanto, o que nos resta fazer é "lutar muito para perder de pouco"...

    ResponderExcluir
  4. Gosto da lucidez de tua filha, também acho quase isso deste país, mas não desisti, senão me mataria rs, tenho fé, não que isso se resolva, pois´é muita sacagem política desde há muito tempo, pra falar a verdade desde que descobriram este país, adivinha que foram os primeiros mandados para cá de Portugal ? a escória que eles baniram de lá, então hoje só colhemos nossas heranças...mas tenho medo de perder completamente a esperança. E quanto ao ser humano, ela está coberta de razão, nós até que somos do bem, me sinto assim, mas até quando ? Um post bem reflexivo com o que vivemos hoje.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  5. Muitas vezes evito de assistir televisão e ler jornal para ter um pouco mais de ânimo durante o dia.
    Enfim...
    Tira o Less... e fica só com o Hope.

    Ótima frase no final:

    "Você só se torna desesperançado quando você coloca suas esperanças nas coisas erradas!"

    Tenha um bom dia.

    ResponderExcluir
  6. Eu ia convidar vcs para virem aqui já q estou em Ap alugado mas ele é muito pequeno e não gostei então se toparem segundo sua agenda podemos tomar um café no Itaú na Sta Efigênia ou outro lugar qualquer dia 27 qualquer hora ... Meu WhatsApp é 31 96259293 ...

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!