13 de abril de 2015

Marido? Esposo? Homem? Conjuge?


Obrigado a todos que comentaram o post anterior, sobre o casamento, no blog, pessoalmente, por email... foi legal perceber que eu não estava sozinho nas dúvidas e questionamentos... e alguns comentários foram muito, muito, divertidos! 
Mas como o casamento é uma instituição consagrada dentro da heteronormatividade, como bem lembraram alguns, talvez tenhamos que adaptar algumas coisas...

Minha primeira dúvida é? Muda o sobrenome ou não? Pelo que entendo a lei dá esta margem, mas eu não sei o que o pessoal tem usado, ou o que seria mais legal... Eu sei de alguns casais americanos em que os dois mudaram de nome, Jerry Collins e Brad Turner, por exemplo,  viraram Jerry Turner Collins e Brad Collins Turner... achei interessante, mas a ideia de ter que mudar todos os papeis me dá uma preguiça grande... Um simplesmente adotar o sobrenome do outro, como é comum em casais heteros, me parece meio estranho também... quem iria acrescentar o nome do outro?
Para falar a verdade eu acho que meu pai ia ficar bem PUTO se meu marido passasse a usar meu sobrenome... ele liga muito para estas questões "heráldicas"... mas seria muito divertido provoca-lo fazendo isto, já que o sobrenome também é meu!
Não mudar nada também... me parece um pouco desvalorizar o que esta sendo efetivado, diminuir o casamento, a união... sei lá!

A outra dúvida - questionamento - é como chamar... marido e marido, esposo e esposo, marido e homem? Antes todo mundo usava companheiro - quando não havia o casamento - mas hoje quando se muda o status deveria se mudar o nome penso eu... eu não tenho problema nenhum em chamar de namorado e assim apresentar.... e acho que prefiro marido e marido...

Será que existe regra de etiqueta ou de cerimonial para isto?

E você? O que acha que fica melhor? Com relação aos sobrenomes, com relação ao tratamento? Como os que estão casados fazem?

23 comentários:

  1. Por aqui não faço a menor idéia como está ... Na intimidade eu mudei o meu nome para Bratz Elian ... gostei disto ... o Elian não é tão romântico assim ... rs ... fazer o que né? Tb no Blog eu mudei ... Usamos aliança de ouro na mão esquerda ... toda a família de um lado e de outro participou e comemorou embora a festinha tenha sido só para os padrinhos q tb são gays. Em minha casa meus irmãos, na época minha mãe e sobrinhas e sobrinho fizeram um almoço para nós ... foi super legal ...
    Qto ao outro ítem acho difícil tudo isto ... continuamos com o "namorado" pois é mais charmoso e foge da heteronormatividade ... rs ... mas enfim, isto é de cada um ... não se esqueçam q só temo o contrato de União Estável Homoafetiva e não temos intensão de casar.

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De tudo isso a coisa que mais apacenta o meu coração peludo e frio é pegar sobrenome do boy... um dia pensei que teria o como sobrenome Porto... Mas nada disso, só fui mais um otário na fila da abertura de conta salário.

      Excluir
    2. Mr, Bratz! o amor de vcs transborda e adoro como vcs criaram todo um relacionamento com regras só de vcs! parabens! istoé tão libertário! lindo....

      Excluir
    3. Coração Peludo e Frio? rsrsr meu amigo PERDIDO, vai com clama que alguem vai transformar seu coração em ali quente e felpudo! rsrsr

      Excluir
  2. Olá! Então, eu também prefiro marido e marido... E acho a solução de mudar os nomes dos dois mais interessante. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e que tal um sobrenome novo para ambos? poderia ser uma solução!

      Excluir
  3. Aqui em casa seguimos um único protocolo: Aquilo que é a representação da nossa história de vida juntos. Fechamos um pequeno e aconchegante restaurante. Celebrar a nossa vida com quem amamos e quem nos amam. Nas mesas brancas, pequenos arranjos de cravos brancos e ervas como alecrim, sálvia, manjericão, orégano, alho. Flores porque amo flores. Cravos porque sou de um tempo que cravo era flor de homem. Ervas porque meu amor ama cozinhar. Tivemos 40 convidados que representavam os grupos que nos cercaram em nossa caminhada.....Famíliares, nossas origens. Velhos amigos, que presenciaram a nossa vida crescer,se desfazer e tornar a crescer, esses poucos, confesso. Amigos novos que nos conheceram pouco antes de casarmos.Amigos que representavam o futuro...O nosso futuro. Bem casados envoltos em fitas finas em tons de verde, marrom e bege, enfeitavam a mesa de mármore travertino com pés em jacarandá. Um grande vaso de cristal reproduzia em grande escala os pequenos arranjos florais das mesas. Discrição com vida e sem medo, como foi e é a nossa vida. Os convites feitos à mão por uma nova amiga diziam: José e Carlos convidam para o jantar em comemoração por seu casamento.
    Não adotamos o sobrenome nem de um nem de outro. Sabíamos que o sobrenome dele estava inscrito no meu coração e na minha aliança assim como meu sobrenome estava inscrito no coração dele e na aliança que representa exatamente aquilo que temos: Uma aliança....Eu me aliei a ele e ele se aliou a mim. Apresentamos um e outro como...."esse é meu marido" ....sem pensar muito se esposo, companheiro poderia soar melhor.....sem muito pensar, representamos em uma noite a nossa própria história de vida juntos e para além daquela noite tão bela, representamos no dia a dia o que somos e significamos um para o outro: Uma aliança de ouro branco escrita José e Carlos.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que coisa linda, fiquei imaginando, visualizando tudo... nem vou perguntar se foi vc que organizou tudo... parabens, deve ter sidouma festa linda linda! obrigado por compartilhar conosco toda esta lindura romantica!

      Excluir
  4. Respostas
    1. hehehe... acho que não francisco... tem muitas variaveis e pros e contras em cada um deles!

      Excluir
  5. Olá! Eu sou Samil, estudante de jornalismo na Universidade Federal Fluminense (UFF) e preciso encontrar casais e indivíduos homossexuais com filhos para um trabalho sobre estruturas familiares contemporâneas. Imaginei, pelo conteúdo do seu blog, que você pudesse me ajudar!

    Entre em contato comigo para eu te explicar melhor o projeto. Meu facebook é: www.facebook.com/samilferes.chalupefilho.

    Um abraço! Aguardo retorno!

    ResponderExcluir
  6. Acho que qualquer "arranjo" é válido, se fizer a felicidade dos dois. Como sou (já escrevi sobre, rs) romântico, gostaria que os dois adicionassem os sobrenomes, um do outro. É apenas um símbolo, como as alianças, mas que revela um significado muito bonito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tambem tenho esta ideia Adriano... não sei... eh tudo muito novo!

      Excluir
  7. Confesso que nunca cheguei a pensar nisso... não foi preciso! :P
    Mas assim, olhando para o meu umbigo... na área acadêmica isso é sempre um problema, tendo em vista que há as publicações... geralmente vejo professoras que mantem o nome de solteira, pelo menos para efeito de publicação...

    Acho que em um primeiro momento cada um poderia ficar com seu nome! Nunca tinha pensado nisso como algo que desvalorizasse, um parente próximo causou um rebuliço na família quando adotou o sobrenome da esposa....

    No mais... quando me refiro ao "par" de alguma amigo casado, geralmente falo o "namorado "barra" esposo" kkk

    Muito bacana essa postagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc tem razão TimMan, na área academica, e até profissional isto é um problema, bem lembrado! Abraços e obrigado pelo comentario! alias fiquei curioso por saber porque seu tio colocou o sobrenome da esposa...ela tb colocou o dele?

      Excluir
  8. Nunca fui muito favorável à troca/actualização do nome se bem que, no meu caso, até seria bom porque o meu nome é do mais simplório possivel e o meu namorado tem nome de realeza, rsrs
    Quanto ao casamento, gostava de casar mas na indústria, a homossexualidade não é muito bem aceite pelo que é melhor permanecer discreto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bem, nem eu nem Mr Jay temos nome de realeza... talvez possamos nós dois mudarmos nossos nomes! o que acha? Bourbon Orleans de Braçança...

      Excluir
    2. bem, nem eu nem Mr Jay temos nome de realeza... talvez possamos nós dois mudarmos nossos nomes! o que acha? Bourbon Orleans de Braçança...

      Excluir
  9. Anônimo4:04 AM

    Goodbloog, ser "discreto" não é ser enrustido.
    . Quando eu casar quero que seja pra valer(tem gente que casa só pra aparecer) então marido meu vai ter que ter meu sobrenome e eu o dele. Podíamos usar hífen(embora antigamente eu achasse brega) seguindo a ordem alfabética ex: Noivos David Braun e Tiago Rangel após o casamento assinariam David Braun-Rangel e Tiago Braun-Rangel. E quanto ao modo de tratamento mesmo achando que marido seja um tratamento... Digamos "mais másculo"(machista O/ ) esposo é um tratamento que considero mais romântico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. achei sua sugestao otima! qual é seu blog?

      Excluir
  10. Então... Eu não sou romântico e acho trocar de sobrenome uma furada, pq dá um trabalhão danado e não traz vantagem nenhuma (só potenciais dores de cabeça burocráticas).

    Sobre como chamar... bem, isso fica a critério de vcs. Se estão casados é pq um é marido (ou esposo) do outro, não é? Se estão casados, como qualquer homem hetero na mesma situação, vcs podem usar a denominação que mais gostarem (marido, esposo, "dono josé" - em oposição à "dona maria", "patrão" - em oposição à "patroa", etc.). Tá liberado usar isso, se vcs quiserem... rsrsrsrs Eu, pessoalmente, só acho horrível isso de "companheiro": se meu marido falasse isso pra mim, eu iria ficar com a impressão de que eu casei com o Lula!!!! kkkkkkkkkkkkkk

    Regra de etiqueta ou cerimonial? Filho, o casamento é SEU (e do Mr. Jay, né?), então vale a máxima: seu casamento, suas regras! Vale fazer festança e chamar todo mundo, vale fazer uma comemoração apenas com os mais íntimos, vale não fazer festa nenhuma e ir direito pra lua de mel, vale o que fizer vcs dois mais felizes. Ninguém será obrigado a ir ao seu casamento, então não se preocupe muito com questões de etiqueta. Viva a sua felicidade!

    Conquistar o direito ao casamento nos deu a oportunidade de reconstruir o que é o casamento e como ele deve ser vivido. Então, chega de "seguir convenções" e bora construir as regras que mais lhes faça felizes! =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. perfeito este seu comentario! meu casamento minhas regras! perfeito! aliás, ja tedisseram que vc escreve muito bem não?

      Excluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!