22 de agosto de 2015

Meu namorado trans...

Surfando pela blogosfera - o que curto muito para conhecer outros papos, outros pensamentos - acabei caindo no português MORE, cujo post falava sobre namorar um cara tatuado... 
Eu acho tatoo muito legal, e se não fosse a dor e a "perpetualidade" eu até faria algumas...  mas eu nunca namorei um cara tatuado. Na realidade eu tive um lance com um cara que tinha uma tatoo há uns 20 anos atrás... o que não era tão comum...

Conheci ele pela internet - BBS na época internet movida a lenha - conversamos alguns dias, e eu acabei fazendo uma daquelas "loucurinhas" típicas de começo de relacionamento, tomei um avião para ir conhece-lo pessoalmente, pois naquela semana ele estava trabalhando no Rio. Almoçamos, conversamos, passeamos pela cidade e acabamos no quarto do hotel dele... quando ele tirou a roupa ele tinha uma tatuagem tribal muito legal, na região do coccix, muito sugestiva... como uma seta a indicar o caminho... bem parecida com esta ilustração.
Eu fiquei bem admirado, lembro que passei um bom tempo sorrindo e admirando, o que deixou ele bem satisfeito... nos poucos meses que ficamos juntos - sem sermos namorados - e este meu primeiro contato com um cara de tatoo ficou na minha memória...

Faz uns 5 anos que não o vejo pessoalmente, ele é um cara muito legal, um profissional conceituado na sua área, mas realmente não temos muita coisa em comum e por isto pouco contato,... então resolvi procurá-lo na internet, nas redes sociais, para ver como estava, mandar um OI... 
Filha: O que é um trangênero?
Pai: Uma pessoa!
E qual não foi minha surpresa ao ver que ele mudou bastante... muito...mesmo... ele colocou seios, se veste apenas com roupas femininas, se trata pelos pronomes femininos, além de estar com o corpo quase coberto por tatuagens!
Num primeiro momento tomei um certo susto, foi um "awkward moment" como diriam os americanos... afinal de contas quem ela é agora se parece pouco com a pessoa que eu saia... é bem esquisito - vocês hão de concordar - ter saído com um cara, que vc sentia tesão, que hoje se identifica com mulher, pela qual vc não sentiria tesão nenhum (a princípio!!!) 
Sem duvida nenhum ela esta muito mais bonita como mulher, com um corpaço, magra, pernas torneadas... nas fotos ela esta linda. O detalhe é que temos a mesma idade (!) e com certeza ela parece ter uns 5 anos menos que eu!
Na época que nos conhecemos ela era bem hominho, no dia a dia fazia o esquema "calça jeans e camiseta branca" mas no trabalho se vestia de forma bem "fashion" pois em função da área de trabalho dizia que "era o que as pessoas esperavam ver"...

Na realidade o meu espanto foi mesmo momentâneo, pois guardo por ela um grande carinho e fiquei feliz em ver como ela foi atrás da felicidade , enfrentando provavelmente muitas barreiras e preconceitos - pelo pouco que conheci da família dela eu suponho que tenha sido uma PUTA barra! 
Na época que eramos próximos ela agia de maneira bem feminina,  mas "efeminados" nunca foram um problema para mim, só que eu nunca percebi nela um desejo de passar por uma transformação mais radical, nem mesmo usar roupas femininas... Na ultima vez que nos vimos pessoalmente eu acho que ela já tinha dado início á transformação pois já estava com cabelos longos e usando uma roupa bem "genderless".

Fiquei pensando como na época eu era uma pessoa menos sensível a isto, e que reação eu teria tido se ela tivesse conversado comigo a respeito... se eu iria apoia-la, se eu iria "cair fora", provavelmente cairia fora... mesmo hoje em dia eu não sei se os meus sentimentos pela pessoa - especialmente o tesão - sobreviveriam a uma mudança neste nível. Não sei se isto é preconceito, se é "caretice", com certeza como pessoa ainda tenho muito a evoluir!

E vc? Como lida com a questão trans? Acha que seus sentimentos mudariam se a pessoa mudasse?




8 comentários:

  1. Nunca pensei nisso, não sei...

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post do blogue More, diz-me alguma coisa :-) e nalgumas coisas acredito.

    Não conheço ninguém que tenha mudado de sexo, mas se a pessoa o fez foi porque sentia que esse seria o sentido a dar à sua vida. A mudança pelo o que vejo e leio não é fácil, é gradual e mexe com muita coisa.

    Eu lidaria bem, só tinha que o fazer.

    ResponderExcluir
  3. Já estive com rapazes que tinham o corpo bastante tatuado e um deles até foi meu namorado por um tempo. Gosto de tatuagens, mas não tenho coragem para fazer uma... Não é que tenha pânico a agulhas, ou talvez tenha, mas creio que é uma grande responsabilidade. E se depois me canso dela? Não saem assim tão facilmente. :)

    Tive amigas trans e travestis e a verdade, apesar da diferença, nunca me preocupei com o preconceito. Sei que as pessoas as olhavam de lado e criticavam, mas admirava sobretudo a sua coragem e o facto de terem alcançado a felicidade. Infelizmente nem todos pensam desta forma.

    Adorei o outro blogue que indicaste, não conhecia, mas só o design deixa qualquer um de queixo caído! :D

    ResponderExcluir
  4. está aí uma coisa complicada para mim ... não sei

    ResponderExcluir
  5. Eu não me importo com as tatuagens, até gostava de fazer uma também. ^^
    O meu melhor amigo tem algumas embora agora me comece a incomodar, pois ele anda a ficar viciado nelas, já tem o braço esquerdo todo tatuado e embora eu ache graça a uma ou duas tatuagens, o que é demais "enjoa".

    Quanto a relacionamentos com uma pessoa trans, nunca pensei muito nisso, mas já tive em relacionamentos que inicialmente a coisa era uma coisa e depois se revelou outra. Embora tenha ficado chocado, lá superei o choque e ainda fui feliz. Porém, a nossa natureza (aquilo que realmente nos atrai) e o tempo acabarão por ditar o futuro deste tipo de relações. No meu caso, comecei a namorar com um rapaz que afinal era uma rapariga e embora o amor tenha prevalecido por algum tempo, a verdade é que a química sexual não chegou para fazer vencer esse relacionamento. Mas lá está, cada pessoa é diferente.

    Numa verdadeira pessoa trans, quem sabe? ^^

    ResponderExcluir
  6. Tatuagens e pessoas trans são identicos para mim, na medida em que não tenho mas gostaria de ter.
    Não mudaria em nadaa minha opinião. Como sou muito discreto, poderia ser um problema mas ultrapassável.

    ResponderExcluir
  7. Ora Bolas......
    Eu achava Ava Gardner, Elizabeth Taylor de uma beleza assombrosa! Nem por isso queria dizer que meu "amiguinho" concordava!
    Algumas belezas são para contemplar. Outras são para tocar!

    ResponderExcluir
  8. Eu gosto de tatuagens, acho algumas bem bonitas, mas nos outros. Não suportaria jamais a dor! Até tenho vontade um dia de fazer uma, mas a dor é um fato que me impediria com certeza!
    Quanto a gosto, não se pode questionar. Acho muitas transexuais lindas e umas que eu realmente admiro, mas sexualmente falando não me chamam a atenção. Assim como não posso sentir tensão com a maioria das pessoas porque nem sempre estão no padrão que procuro em alguém. Questão de preferência apenas. Rs

    Grande abraço!

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!