11 de setembro de 2007

ética para crianças

Acho que por ser um pai fora "do centro", por ser homossexual, por ter sido "pai solteiro", me dá uma certa angustia educar minha criança para o futuro - para que ela possa enfrentar o mundo com suas próprias pernas.
Tenho tentado mostrar que as diferenças entre as pessoas, as diferenças de pele, de cabelo, de sexo, de orientação sexual, são importantes, são coisas boas para o mundo.
Mas, influenciado por esta "maravilha" que está acontecendo na vida publica brasileira, eu deveria mostrar como tirar vantagem dos outros, como "se dar bem", como não levar desaforo para casa, como mentir, esconder, trapacear.
Mas não consigo. Não vou dizer que sou um baluarte da ética e da moral, nem vou apontar o dedo para quem eu acho que está fazendo as coisas erradas. Mas vou dizer que estou tentando fazer minha parte.
Outro dia fomos almoçar na Paulista, visitar feirinha, MASP, e fomos dar uma voltinha pelo "PLOMOCENTLE"...
Ai nos deparamos aquele "mar" de filmes - ainda nem lançados no cinema - vendidos a DEZ REAL - tentação pura.
Confesso que ficou dificil explicar para uma criança de 10 anos porque nós não iriamos comprar, explicar em linguagem acessível o que era direito autoral, explicar porque eu não ia levar vantagem se todo mundo estava levando, explicar que não é porque as pessoas estão fazendo que a gente não deveria fazer...
No fundo, fazendo papel de trouxa na opinião de muita gente. No fundo, tentando fazer com que a próxima geração seja um pouco melhor que a anterior.
Criar filhos não é para amadores, temos que nos vigiar o tempo todo, pensar no futuro, questionar nossos parâmetros, e mudar alguns. Mas vale a pena, o zen-budismo diz que se melhorarmos uma pequena parte, melhoramos o todo. Criando filhos nos tornamos pessoas melhores, aprendemos coisas que não sabiamos sobre nós mesmos, e criamos um novo personagem, melhor e mais admirável!
Viver com ética está cada vez mais dificíl não esta?

3 comentários:

  1. Dez Real!!! Nossa que caro, aqui perto de casa esses filmes saem "Trêis por Déis"!!! Brincadeiras à parte... Eu acho legal esse lance de demonstrar em atos o que se deve fazer, não em palavras. O lance de "faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço" é ridículo...
    Abração!

    Vilser
    www.vilser.blig.com.br

    ResponderExcluir
  2. PETER7:30 PM

    EU NÃO CURTO NADA PIRATA, NUNCA COMPREI. ACHO DEPRÊ. É MAIS ALGO MEU MESMO QUE ALGUMA ÉTICA QUE POSSAM TER ME PASSADO. AH, VÁ AO YOUTUBE E DIGITE Twee Vaders, Dois Pais, Two Fathers (Letra em Português) NA BUSCA, OU VÁ DIRETO PRA PÁGINA http://www.youtube.com/watch?v=oX9y3cn-OVo
    E VEJA O VÍDEO. É UMA MUSIQUINHA HOLANDESA BEM BACANINHA, SE VC NÃO CONHECE ACHO QUE CURTIRÁ. TÉ MAIS!

    ResponderExcluir
  3. Acho legal ensinar o que é correto para as crianças, mas complicado ensinar que pirataria é crime num país onde a maior parte da população ganha 1 salário mínimo e um CD de música é 40 reais... eu raramente compro Cds piratas, mas puxo MP3 da internet, que é praticamente a mesma coisa... infelizmente se eu for esperar comprar tudo original, fico sem. Se o Brasil fosse um país mais justo, quem sabe poderíamos abolir a pirataria...

    PS: deixei uma indicação para você lá no meu blog.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!