16 de outubro de 2013

algo a dizer... (ENCONTRO - 3/6)

continuação de ENCONTRO 2/6
Na segunda feira á noite, depois que Mr. Jay  voltou de viagem, ele me ligou. Disse que tinha gostado muito destes primeiros dias que tínhamos passado juntos, e que precisava muito conversar comigo, que tinha algo para me dizer...
- O que é? - perguntei
- Preciso conversar pessoalmente, vamos jantar na terça? - me disse ele
 
Fiquei curioso, mas principalmente ansioso, pois já imaginei que ele iria me dizer algo do tipo
" gostei muito de você mas...":
e o "mas" apareceria...
"mas eu ainda estou envolvido com meu ex",
"mas eu não sou solteiro"...
ou aquelas clássicas
 "eu não estou preparado para um relacionamento",
"nós somos de mundos muito diferentes",
"você é bom demais para mim"
 ...e a super clássica: "o problema não é você, sou eu"
... e outras possibilidades...que, sou obrigado a confessar, eu mesmo até já falei! (Gera, confessei, hora das chicotadas! rsrsrsrs)
Fomos jantar no Barão de Itararé, um lugar que eu considero muito aconchegante, bom para bater papo por conta das mesas com bancos. E ele gostou muito logo de entrada, pois achou um lugar até romântico...
O meu Mr. Jay é uma graça não acham?
Conversamos, beijamos um pouco, amenidades, e nada do Mr. Jay entrar no assunto! Quando estávamos terminamos eu liberei o módulo ansiedade:
- e ai mocinho? o que você queria falar comigo?
- espera um pouco, preciso me preparar, pois eu acho que o que eu vou te contar você não vai gostar!
- ok, take your time
Conversamos mais um pouco, pagamos a conta e saímos.
No carro eu retomei o assunto, pois conheço o poder que os carros tem em as pessoas falarem o que estão pensando! E deixei ele á vontade para não falar se não quisesse.
- Eu quero e eu preciso, saímos hoje para isto!
Convidei ele então para tomar um café na OFNER do Itaim, mas mesmo antes de chegarmos lá., ainda no carro, descendo a Padre João Manoel, ele tomou fôlego para me contar, mais ou menos assim:
- Como eu te disse eu tenho umas coisas para te contar que eu não sei se você vai gostar.. mas não dá para irmos adiante sem isto
e continuou...
- Na sexta feira, quando fomos ao Vermont eu ainda não tinha certeza do que sentia por você, mas foi uma noite incrível e eu vejo que você é um cara que eu quero conhecer melhor...
E começou a me contar sobre sua vida, sobre o fato de não ter sido aceito pela mãe, de ter sofrido muito com isto, de ter ido morar "de sopetão" com o namorado 30 anos mais velho que ele. E sobre várias coisas que aconteceram. Me contou sobre alguns de seus medos, sobre as coisas  que lhe preocupavam, e sobre outras coisas. Sobre problemas que ele passou, sobre o que lhe deixava triste... algumas coisas eu tinha intuído, outras eu fiquei sabendo.
Uma atitude que nenhum cara, em nenhum relacionamento, tinha tomado comigo até aquele momento, uma atitude de coragem e honestidade. 
Se eu tinha alguma dúvida de que o Mr. Jay era o right guy... as dúvidas se dissiparam ai! E se eu estivesse contando pontos do "candidato", com certeza ele teria somado 1.000 pontos!

Do mesmo jeito que eu tive que contar algumas coisas no começo - sobre minha filha, sobre meu relacinamento de 10 anos - ele tb teve que contar! uma sincronicidade interessante não acha?

E você? já teve que "contar algo" no início de um relacionamento?

5 comentários:

  1. É um lindo começo....e um começo PROMISSOR!
    Sempre feliz quando vejo duas pessoas investindo seus recursos internos !
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Anônimo7:41 PM

    Muito feliz por você !
    aposte todas suas fichas no amor !
    ele é lindo !!

    ResponderExcluir
  3. Essa atitude dele foi ótima, pois mostra que ele realmente está interessado e que está sendo sincero com você. Estou torcendo por vocês

    ResponderExcluir
  4. ontem eu tentei tanto comentar aqui
    mas esse maldito captcha não aparecia pra mim e eu não podia mandar o comentário...
    cacei até seu e-mail pra ver se conseguia...
    mas hoje eu comento...

    meu comentário era o seguinte:
    se eu começasse um namoro, com certeza, ia ter muita coisa para contar para esta pessoa, mas... se eu começar um namoro pode apostar que é o fim do mundo né? eu nem ia ter tempo, é alguém me pedir em namoro e apocalipse começa imediatamente.

    ResponderExcluir
  5. Linda história viu... E contar estas coisas é fundamental para o relacionamento dar certo. Penso dessa forma.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!