26 de setembro de 2014

E quando briga?



15 comentários:

  1. Para tudo q eu quero descer deste mundo ... como assim? para mim é com as boas cagadas q aprendemos a viver em todos os sentidos, a viver de forma plena. Se não houverem equívocos em nossa existência não seríamos humanos ... hoje, tenho uma percepção minha que até Deus cometeu e comete alguns equívocos ... ou não?

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como sempre o Sr. Paulo Bratzcini é certeiro no seu comentario! Não tenho dúvida que são as boas cagadas, as tentativas e os erros, que nos ensinam a nos conhecermos melhor! O bom é que com o tempo cagamos cada vez com mais certeza! rsrsrs

      Excluir
  2. e ninguém perdoa de verdade quando alguém briga num relacionamento não? porque se uma pessoa perda de verdade, ela deveria esquecer tudo, e não ficar guardando mágoa, ou ninguém na verdade faz isso e essa é uma fantasia de quem nunca teve um relacionamento sério que acha que as pessoas são capazes de perdoar os erros dos outros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. perdoar é complicadissimo... eu bem sei disso! vc lembrou bem! abs!

      Excluir
  3. Dizem que as brigas ajudam a melhor o relacionamento e dá vontade de fazer as pazes depois...

    Há quem goste, mas também há quem não goste de estar sempre a brigar...

    Mas, se não houver uma briga de quando em vez, não sei se haverá amor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Francisco! Obrigado pelo comentario! acho que depende bastante do tom da briga, discordar é saudável, ceder também! Mas como vc mesmo diz, muita briga é sinal que algo vai erado... abraços

      Excluir
  4. Eu ia tentar fazer uma outra analogia, mas ia ficar horrível!
    O conflito em si não me preocupa, mas o acumulo deles é que me assusta....
    Cagadas fazem parte da natureza humana!
    O diabo é quando o relacionamento vira uma diarréia!!!!

    Pronto.......uma analogia escatologica!!!!!!!
    Horror!!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Carissimo José Soares! Depois de sua visita ao Lake Louise vc ficou realmente inspirado! rsrsr
      Eu tb me divirto fazendo analogias! abrços!

      Excluir
  5. Relacionamentos sem briga, geralmente são artificiais.
    Dividi república com um casal de namorados, nunca os vi brigar. Aos meus olhos e de outros moradores da república, parecia ser uma relação tão sem graça e por se tratar de dois seres humanos, essa ausência de conflitos indicava uma relação de conveniência. Não que brigas tenha que ser um elemento necessário e constante num relacionamento. Brigas é uma forma de conhecer outro,enxergar as diferenças e encontrar denominadores comum que satisfaçam a ambos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dominus, como diriam o Nelson (Rodrigues) "toda unaniminidade é burra". Nunca discordar, nunca ter que batalhar por seus pontos de vista ou vontades, realmente deve deixar as coisas com cara de artificiais... Mas fiquei curioso, o casal de namorados ainda está junto?

      Excluir
  6. Adorei os últimos posts... e olha, por pouco na fui de bicão neste café viu! kkkk A julgar pelos participantes, e pelo lugar, deve ter sido uma tarde muito boa! O Edu foi um dos primeiros a comentar no meu blogue e algumas vezes nos encontramos...

    Em relação ao post... confesso que faltam dados para dar uma opinião oficial, mas sei não, em algum momento, antes de ir para a cama, na cama, ou ao sair dela pela manhã, me parece que temos que acertar os ponteiros.

    E quanto a imagem, ela é muito verdadeira para mim... geralmente vou aguentando, vou suportando, mas há um dia em que a paciência - ou o papel, acaba... e geralmente neste dia é ´sem volta. As vezes me pego pensando se isso é o correto... mas enquanto uma definição não vem, tem funcionado assim.

    Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa senhor Homem De Lata! devia ter ido! Como nao fui eu que combinei eu não sabia quem ia! Ou melhor! Porque vc não arma um dia e um local e convida o pessoal?
      sobre sua falta de experiência empírica, não se preocupe, a teórica também é util! abs!

      Excluir
  7. Pois eu que não sou muito bom com perdão e ostento o meu rancor com certo orgulho, concordo INTEIRAMENTE com essa frase...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CARA, este lance do perdão é um exercício diário, a gente vai aprendendo o que é realmente importante e ai fica mais fácil! abs! obrigado pelos coments!

      Excluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!