30 de setembro de 2014

Eu, Você e ELE

Não! Este não é uma post sobre POLIAMOR, nem sobre relacionamentos abertos...Mas é um post sobre a construção de relacionamentos.
Vale para relacionamento amoroso, mas também para o relacionamento de amizade, de pais e filhos...ELE é sempre uma construção!
Quando eu digo ELE estou me referindo ao relacionamento em si, pois eu tenho aprendido que um relacionamento é sempre único, porque a combinação de duas pessoas é sempre única! Talvez eu vá dizer o tal do "obvio ululante", talvez seja um reflexão mais adequada para ser publicada na Capricho, mas teve muitos momentos de minha vida que eu "esqueci" disto que estou aprendendo agora:
CADA RELACIONAMENTO É UNICO!
É como a genética, cada vez que combinamos genes diferentes temos resultados diferentes! Aliás, mesmo quando combinamos os mesmo genes mais de uma vez, a cada vez os resultados são diferentes! Mesmo irmãos univitelíneos são pessoas diferentes!
Mães e pais! Por favor assumam que não amam seus filhos de maneira igual!
Se você reata uma amizade de muitos e muitos anos atrás, você e seu amigo já mudaram, a amizade nunca mais será a mesma. Se você reata com alguém com quem ja teve um "crush" em algum momento de sua vida, e fica querendo que tudo seja como foi da outra vez, você vai se frustrar!
TEM QUE CUIDAR PARA VIVER E CRESCER!
Um relacionamento é como uma plantinha, precisa de água, de luz, de nutrientes para crescer, e é um trabalho de equipe, cada um fazendo a sua melhor parte - um traz a água, outro rega no horário certo. Um protege a plantinha das tempestades, o outro pinta um belo quadro para retratá-lo!
Se só uma das pessoas cuida do relacionamento ele certamente não vai dar certo, sempre vão faltar alguns nutrientes para que seja uma planta grande e forte o suficiente!
A pessoa que cuida sozinha vai passar a se sentir DONA do relacionamento, vai se sentir a única responsável por ele, e, ou ela vai cobrar muito do outro dono do relacionamento, ou ela vai se frustrar e se anular achando que só pode ser feliz se cuidar daquele relacionamento, ela se fecha para outras possibilidades, ela se torna egoista, mesmo que ela acredite ser uma pessoa legal por estar cuidando do relacionamento sozinha. Nenhuma amizade, nenhum amor, sobrevive deste jeito.
NÃO É FÁCIL!
Se você não está disposto a trabalhar duro num relacionamento não devia nem começar! Eu vejo pessoas que adotam crianças e que devolvem estas crianças poucas semanas depois... (pode ficar chocado porque eu também fico).. as pessoas alegam que as crianças "são muito fechadas", "são muito agitadas", "não se adaptaram", e.... até que ..."não comem verdura".
A pessoa alega que o pretê "é carinhoso mas é muito devagar", "não gosta tanto de sexo quanto eu", "é imaturo", ou o clássico "não quer nada sério"... e tudo isto ás vezes depois do primeiro encontro!
Talvez você fique triste porque o seu amigo NUNCA chama você para sair, é sempree você que convida, que liga.. talvez para você isto seja uma desatenção, um desamor...
Um relacionamento vai ter crises, vai ter mentirinhas (ou traições), pedras pelo caminho, leves e pesadas, que vãoser tiradas do caminho, contornadas, ou você vai parar na pedra e esperar algo acontecer...Se fosse fácil não seriam tão bons e tão raros os bons relacionamentos de amor, de amizade...
NÃO ESQUEÇA DO CICLO DA VIDA!
Nascer, crescer e morrer, o ciclo da vida também vale para os relacionamentos! E não devemos nos frustrar por isto!
Manter um amor na UTI, cheio de tubos e com remédios fortes para garantir a sobrevida é um despropósito! Eu sou favorável a EUTANÁSIA! Não tem porque sofrer, se martirizar, gastar uma puta energia com paliativos! Um relacionamento precisa de "qualidade de vida", se isto não for possível o melhor é uma conversa sincera, um conversa que ainda pode ser amorosa porque vocês ainda tem consciência das coisas boas, ainda há algo a se preservar.
Se ele durar bastante é porque deu novos frutos, foi reinventado, mas com certeza isto só acontece se ele for cuidado pelos dois envolvidos!
enfim....

Eu já aprendi um pouco sobre cada uma destas "máximas", e ainda estou aprendendo, mas ter isto em mente me faz olhar os relacionamentos de outra forma, sem esperar que eles se cuidem sozinhos, sem ser preguiçoso, sem achar que nada vai mudar e que só é bom se for para sempre!
E para você? O que é preciso para um bom relacionamento de amor e amizade?

16 comentários:

  1. Amigo! Vc foi no cerne da questão: "NÃO É FÁCIL!

    Se você não está disposto a trabalhar duro num relacionamento não devia nem começar!"

    É um processo, é uma cosntrução a 4 mãos, ninguém pode ser dono do outro nem da relação e isto não é fácil ... mas é possível ...

    "Um relacionamento vai ter crises, vai ter mentirinhas (ou traições), pedras pelo caminho, leves e pesadas, que vão ser tiradas do caminho, contornadas, ou você vai parar na pedra e esperar algo acontecer ... Se fosse fácil não seriam tão bons e tão raros os bons relacionamentos de amor, de amizade..."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Destas dificuldades você deve entender bem não é Bratz! Nada como a vivência empirica em "carregamento de pedras"! beijo

      Excluir
  2. Amar é pra fortes.....
    Amar não é para "dandies"...
    Amar é trabalho pra pedreiro, marceneiro....
    É empreiteira não vagabundagem!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez seja por isto meu caro Jose... que tantos caras preferem os tipos mais ... "rusticos".... rsrsrsr

      Excluir
  3. Copy/paste nas duas respostas acima! (Estarei sendo preguiçoso neste nosso relacionamento?)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nao diria preguiçoso Edu! Você está sendo objetivo e prático... de todo jeito tem um certo "trabalho" envolvido! achoque ruim é quem nâo faz nem "copy e paste"!!! rsrsr abs!

      Excluir
  4. é, nos meus relacionamentos, eu sempre tentei, me esforcei, corri atrás, mas ninguém nunca correspondeu de fato. percebi isto na terapia, o quanto eu me dava e mesmo sem receber nada em troca eu continuava tentando; no momento que eu mudei, que eu comecei a dar somente aquilo que eu recebia, meus relacionamentos chegaram a seu clímax negativo. atualmente raramente estou com alguém, sem amigos e também sem namorados ou sequer alguém para fazer sexo, porque eu simplesmente desisti de continuar me esforçando por pessoas que não queriam o mesmo que eu. eu só ultrapassei a fase do primeiro encontro 3 vezes na minha vida, meus únicos relacionamentos reais, e mesmo eles, como os outros, não passaram por nenhuma destas questões que você citou ai, não deu tempo. Então, minha experiência, neste assunto, é negativa. Eu nem devia me dar ao trabalho de comentar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena FOXX, mas nem tudo que acontece precisamos vivar para aprender, aprendemos muito com as experiencias e estorias dos outros! abs e obrigado pelo coment!

      Excluir
  5. Pois é, tão ruim quando você não corre atrás e aí x amigx não te procura, não mantêm o contato, ou procura só mais tarde. Eu sou campeão em manter relacionamentos a exaustão, sempre correndo atrás para nunca perder a graça, até que paro.

    Daí as vezes acaba. Mas tem vezes que continua.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é frustrante não é PSL? eubem sie disso! abraços! e obrigado pelo coment!

      Excluir
  6. O seu texto já abordou tudo !
    Muita vontade, muita conversa sincera e claro, amor ...
    Ah ! E paciência de monte, não é fácil mesmo ! Mas é legal !

    ResponderExcluir
  7. Opa, esquecia de falar de paciência! bem lembrado!

    ResponderExcluir
  8. Anônimo8:48 PM

    Oi conheci seu blogger através desta matéria , achei muito interessante , e gostaria de participar sempre , pois me enquadro em seu perfil, "HOMEM, HOMOSSEXUAL E PAI" , no meu caso com filho de 34 anos, que mora nos States , e me ama e aceita como sou (graças a Deus). Estou saindo de um relacionamento de 31 anos (isso mesmo), por motivo de falecimento de meu companheiro desde 16/abril/ 2014 , e como não consegui achar nenhum Post referente a perda por morte da pessoa amada , estou postando neste espaço, e pedindo conselhos e opiniões como viver daqui pra frente, pois me encontro sem "chão" Tenho 55 anos e meu companheiro faleceu com 66 anos... Aguardo respostas ... !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. amigo anonimo... eu não tenho seu contato direto para podermos conversar... mas eu sugiro que entre em contato com a Vera Moris que coordena o grupo HOMOPATER, l[a vc poderá encontrar vários homens que estão construindo e reconstruindo suas vidas, pode ser um importnate ponto de apoio neste momento o email dela é vemoris@uol.com.br abs

      Excluir
  9. Vc descreveu tudo de forma perfeita! nada mais a acrescentar e só me resta aplaudir!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita obrigado! receber aplausos sempre é bom! E vc essta bem? não vai voltar a escrever no blog?

      Excluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!