10 de fevereiro de 2006

O amor é uma força da natureza

Finalmente! Acabo de assistir "O segredo de Brokeback Mountain"! Já estava me sentindo uma pessoa totalmente "sem assunto", como alguém que não assiste aos jogos do Brasil na Copa do Mundo!
O filme, apesar de todas as resenhas, comentários e dicas que li e ouvi, ainda conseguiu me surpreender. Muitas coisas da trama foram totalmente inesperadas, indo bem além "dos dois cowboys que descobrem o amor nas montanhas de Wyoming".
Sem dúvida nenhuma é uma linda estória de amor, de amor impossível, aliás, enquanto eu assistia e os sentimentos tomavam conta de mim, eu lembrei da estória de Romeu e Julieta, engraçado não? A descoberta do AMOR, a certeza do AMOR e a constatação do AMOR impossível. Enfatizei o AMOR porque o sentimento que toma conta da gente é este, o AMOR.
Mas acho que um outro sentimento foi mais forte ainda. Á medida que o sentimento do amor crescia e a impossibilidade de vivê-lo no filme era uma certeza cada vez maior, eu fui tomado por um desespero, uma angustia muito forte.
Não porque minha história de vida seja parecida com a historia de Jake ou Enie, mas alguns daqueles sentimentos, do amor impossível de ser vivido, ou do amor não correspondido, são bem claros ao meu coração. O desespero de sentir saudade de quem se ama, a angustia de não saber que caminho tomará o relacionamento, a luta de quem deve esperar que as incertezas do outro sejam resolvidas ....enquanto você espera, espera, para saber se deve sofrer mais ou se alegrar.
Enquanto eu tenho a sorte de viver uma historia muito legal de amor e companherismo com um cara super legal há quase 4 anos - de quem eu não consigo ficar longe nem um par de dias - eu me desesperava com a possibilidade de, vivendo intensamente estes amor como vivo, ficar longe dele por meses. Desespero, angustia.
Eu, que sou tão chorão normalmente, passei o filme todo com um caroço de abacate na garganta, e nem consegui me debulhar em lágrimas, como meu "bofe" já previra.
A estória é realmente linda. Mas não sei se qualquer pessoa está preparada para assistir, eu acho que se alguém que acha que a simples idéia de um relacionamento entre dois homens é chocante, vai ficar atordoado com a maneira que o amor entre estes dos é construida, correndo o risco de até mudar de idéia.

O toque singelo da sessão de cinema, lá no Shopping "Gay" Caneca, foi a presença de vários grupinhos de "papai, mamãe e filhinho homossexual"! Com certeza o filho levou os pais para ver um filme que fala de um amor que ele mesmo quer viver, ou já vive. E vou dizer, você pode perfeitamente levar os seus pais para assistirem, tem apenas 1 cena de sexo gay, mais ou menos explicita, e uns flashes de relações heterossexuais. Nada que a novela das oito não mostre.
Não perca!

Agora, me explica porque eles não usaram o subtítulo original do filme, "o amor é uma força da natureza"? Será que no Brasil é "errado" associar o amor á homossexualidade? Se queriam até enfiar o tal do "segredo" não tinha problema, mas tirar fora o AMOR...babaquice de distirbuidora!

9 comentários:

  1. Anônimo6:14 PM

    o filme é lindo, só e triste o final, mas é assexual, atemporal, nos faz refletir sobre nossas vidas
    muito bom o comentário

    ResponderExcluir
  2. João Cláudio9:35 PM

    O filme é bom. Tem reflexão de toda ordem. Uma delas e a que acho bem relevante: Não devemos deixar as coisas pra depois que não há mais nada a se fazer. Depois que se morre, não adianta e nem tem como voltar atrás. Outra: O amor ainda é a melhor opção. Mais uma: Não construa relacionamentos falsos pra agradar o seu vizinho. Se a vida dele fosse mais importante ele não estaria cuidando da nossa. Creio e falo com conhecimento de causa: Muitos casais heterossexais se identificaram e no escurinho do cinema viveram os seus momentos de glória....Toda família deveria ir ver essa película....Ainda, faltou o final feliz, onde eles pudessem ter ficado juntos, mas como não era novela das 8, foi interessante porque refletiu o idêntico comportamento dessa nossa sociedade hipócrita cheia de convenções esteriotipadas. E mostrou também como a gente pode evitar certos caminhos desnecessários na vida, tentando, muitas vezes, ser um pouco mais flexível nas próprias decisões....

    ResponderExcluir
  3. Nossa. Tô louca pra ver esse filme.. vou falar com meu amor!

    ResponderExcluir
  4. Vi ontem e adorei. Realmente um filmaço..Parabens pelo teu blog. Ainda não conhecia. Vou voltar.

    abração.

    ResponderExcluir
  5. Rodrigo12:38 PM

    Estou loco para assistir esse filme, e fico muito feliz e dou meus parabéns ao cinema, por criar e mostrar uma realidade totalmente da que a sociedade tem do homoxessualismo...

    ResponderExcluir
  6. Anônimo3:07 AM

    Bom esse filme marco minha vida,pois tive algo parecido,foi maravilhoso d mais,gostei só que pedri essa pessoa pro resto de minha vida...lindo de mais esse filme e como um outro filme que vi UM AMOR QUASE PERFEITO..lindo de mais tambem fala de um aor parecido

    Se alguem quizer conversar
    help.fb@hotmail.com
    abraços

    ResponderExcluir
  7. Anônimo3:07 AM

    Bom esse filme marco minha vida,pois tive algo parecido,foi maravilhoso d mais,gostei só que pedri essa pessoa pro resto de minha vida...lindo de mais esse filme e como um outro filme que vi UM AMOR QUASE PERFEITO..lindo de mais tambem fala de um aor parecido

    Se alguem quizer conversar
    help.fb@hotmail.com
    abraços

    ResponderExcluir
  8. Anônimo3:07 AM

    Bom esse filme marco minha vida,pois tive algo parecido,foi maravilhoso d mais,gostei só que pedri essa pessoa pro resto de minha vida...lindo de mais esse filme e como um outro filme que vi UM AMOR QUASE PERFEITO..lindo de mais tambem fala de um aor parecido

    Se alguem quizer conversar
    help.fb@hotmail.com
    abraços

    ResponderExcluir
  9. Machao hetero10:36 AM

    Mas que CAMBADA DE PANELEIROS FODASSE -.-

    Mas quem fode numa tenda com um friu daqueles em.

    Nao sei cm e que eles n se lembraram dos cavalos xiça.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!