27 de fevereiro de 2006

Será que ele é?

Uma amiga, que tem um filho de seis anos, me perguntou exatamente isto, se meu filho for homossexual como eu vou saber?
Ela, como boa mãe, já leu muita coisa sobre a homossexualidade, suas prováveis "causas" e explicações, naturalmente ela não leu nenhuma tese de mestrado ou um livro do João Trevisan; ela leu artigos em revistas e jornais, assistiu a reportagens, escutou estórias e conversas em diversos locais...e, a partir disto, teve esta duvida.
É uma pergunta bem dificil de responder, e não caberia que eu, como amigo, fizesse um extenso discurso sobre as origens da homossexualidade.
Ela pensou nisto pois como é separada e leu que muitos homossexuais são fruto de casamentos desfeitos ela talve pudesse mudar algo...
Ela também leu que a maioria dos homossexuais não tem um bom relacionamento com o pai... e o pai do menino dela é super distante...
E ela também leu que muitos gays tem sempre a figura de uma mãe superprotetora por trás...
Quanta coisa circulando na cabeça desta mãe não?
Ela, como é uma pessoa verdadeiramente despida de preconceitos, não estava me perguntando uma maneira de "evitar" que seu filho "se tornasse" homossexual, porque ela mesma entende que ninguém se torna gay, ela tem plena consciencia que nossos filhos são pessoas unicas e que cabe aos pais e mães acolherem estas diferenças. Mas mesmo assim ela queria saber, como é que eu vou saber se meu filho é gay?
Eu lhe disse que o mais importante era ela estar atenta, de maneira positiva, a todas as manifestações de seu filho, não só para perceber questões de seu desenvolvimento emocional e sexual, mas também para poder ajudá-lo em questões como o envolvimento com drogas ou a escolha de uma carreira.
Sei que muitos homossexuais, masculinos e femininos, perceberam neles mesmos algumas diferenças já em tenra idade e, adultos, poderiam dizer que este ou aquele modo de ser e agir já eram sinais de sua homossexualidade, o que até os tranquiliza por perceberem que não nos "tornamos" gays, na maioria dos casos... sempre o fomos...
Mas cabe um alerta, não é porque um menino brinca com as bonecas da irmã que isto sinaliza que ele é homossexual....do mesmo jeito que uma crinaça que adora fazer bolinhos de barro para assar no forninho de plástico não vai se tornar necessariamente um "chef de cuisine", um gourmet! (risos)
Acho que todos nós, que sofremos tanta discriminação e que somos colocados de lado pela sociedade, não queremos que nossos filhos sejam "preferencialmente" homossexuais, mas poder conversar sobre isto de vez em quando é muito importante! E você? Já conversou sobre isto?

Um comentário:

  1. Gosto de você falar sobre o que é escondido por homens e mulheres.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!