25 de julho de 2014

...mas era só um cachorro!


Sim, era somente um cachorrinho!
 
Era um ser vivo que para várias religiões não tem sequer alma, apenas instinto. Para outras ele é um caminho para a evolução do espírito humano, reencarnamos em animais para evoluir. Era apenas um cachorro.
Mesmo os veterinários, todos eles amantes dos animais, não são favoráveis que creditemos emoções humanas a animais. Não devemos achar que animais sentem ciúmes, orgulho, inveja... veterinários não gostam que os proprietários ponham seus cães dormirem em suas camas, lhes tratem como filhinhos. Lembram sempre, é  um cachorro!
Meu cachorrinho não falava, não usava roupas, nem podia limpar a própria bunda... Não contribuia financeiramente no sustento da casa e sequer comprava sua própria comida. Pois era um cachorro!
 
Confesso que me lembrei disto, que era apenas um cachorro, quando resolvemos sacrificá-lo, se fose uma pessoa esta decisão seria muito mais difícil, aliás, a eutanásia é proibida pela lei e condenada por todas as religiões. Somente por eu ter consciência de que era um cachorrinho é que tomei a decisão. E vou ser honesto e também dizer que pesei todos os gastos que estava tendo, e que teria, se insistisse num tratamento que não tinha grandes perspectivas.
Eu sempre digo que para criar filhos a parte mais difícil são as decisões que temos que tomar todos os dias, homeopatia ou alopatia? pode dormir fora ou não? em que colégio vai estudar? vai fazer esporte? vai estudar música? deve tomar vacina ou não?
E com um cachorro isto não é diferente! Devemos tomar decisões o tempo todo. Uma PUTA responsabilidade que eu só consegui mensurar efetivamente na última semana...
 
Eu já tive vários animais de estimação, cães eu já tive o Sargento e o Coronel (dois pastores alemães, que todo mundo tinha nos anos 70), o Toulouse (um fox terrier) , o Dino e o Astor (dois SRD pretos), já tive hamsters, esquilos da mongolia, preás, porquinhos da india, peixes, tartarugas, tartarugas marinhas, periquitos, um coelho, canários, um blackbird, uma arara, e até dois cavalos lá no sitio de meu avô...
Mas este cachorro... foi  algo bem mais especial...que apenas um cachorro... Foi o primeiro que eu tomei a decisão consciente de comprar. Todos estes outros eram ganhos, ou comprados com menos consciência, alguns por mera "decoração", como os peixes, uma vez que o contato pessoal é difícil... 
Só quem já teve cachorro sabe o que é ter alguém que te ama - não importa o que você faça, não importa seu mau humor.
Só quem tem um cachorro sabe o que é ser recebido, aos pulos, por alguém feliz por sua chegada... mesmo que você só tenha ido até a padaria! Vou te dizer... filhos não fazem isto! =0)
Só quem tem cachorro conhece aquela cara de pidão quando você, ou qualquer um, está comendo qualquer coisa...
Só quem tem um cachorro recebe tanto em troca de tão pouco!
Não, ninguém me convence que um cachorro é somente um cachorro! E me perdoem os que amam gatos, um gato não é um cachorro!
 
Neste processo todo de luto e tristeza, eu me senti muito acolhido por varias pessoas, amigos reais e virtuais, muitas pessoas me enviando mensagem de pesames! Obrigado a todos! Dentre estas mensagens  eu gostei muito de uma dica que o LATINHA me deu de leitura, e no mesmo site eu encontrei o texto que fala sobre "o que aprendemos com nossos cães"
Eu tenho que prestar mais atenção aos cães, ainda tenho muito a aprender!

E é por estes argumentos que posso dizer, sem medo de errar! - Eu amava meu cachorrinho, e sinto muito a falta dele!
 
Para finalizar eu quero registrar uma frase que ouvi, no dia seguinte que meu cachorrinho morreu,  do amigo da blogosfera e psicólogo José Soares, a quem já me desculpo se nao cito literalmente:
 
"não devemos nunca subestimar o poder da ligação emocional entre uma pessoa e seu animal de estimação"

..e deixa eu parar por aqui que este assunto já esta enchendo o saco! rsrsrsr, muito mimimi só por um cachorro!


E para você? Animais de estimação são bichos?

14 comentários:

  1. Não é uma questão de ser só um cachorro ... só quem teve e criou sabe como é isto ...

    "não devemos nunca subestimar o poder da ligação emocional entre uma pessoa e seu animal de estimação"

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O José Soares resumiu muito bem não foi?

      Excluir
  2. Não, um cachorro é muito mais que um cachorro, é um amigão !
    Não daqueles que a gente sai pra tomar cerveja, mas é aquele que fica em silêncio ao nosso lado, que a gente sabe que está sempre ali e pode contar com ele a qualquer momento.
    Cães são sim animais, mas muito especias, só quem tem sabe !

    Fiquem bem ai ! Abraço !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e é tão gostoso, num dia em que vc está triste ou se sentindo sozinho, ficar abraçado com seu cachorro..com ele deitado ao seu lado no sofá esquentando sua perna... achoque aproveitei pouco do meu...

      Excluir
  3. Eu sempre tratei os meus cachorros, como verdadeiros membros da família, uma vez uma cachorrinha minha tinha fugido de casa, cheguei a colocar anúncio nos 4 cantos do mundo pra encontrar ela, fiquei doente e tudo mais, e no final descobri que por brigas políticas, um cara matou ela. Já imagina o que aconteceu né?! Eu quase morri.

    Hoje tenho o Frederico (Fred) pros mais íntimos, um dálmata FANTÁSTICO, pelo qual eu sou apaixonado, como moro em apartamento ele fica no sítio dos meus Pais, toda vez que falo com eles, pergunto como ele está rs rs rs. Não sei o que será dessa pessoa que vos fala quando ele tiver que partir, acho que eu vou morrer junto.

    Cachorros, não são só cachorros, eles são muito mais que isso, eles sim sabem o que é amar de verdade, o que é dedicar amor e carinho para seu dono. Enfim .. eles são nós, em uma versão diferente hehe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo que tem Dalmatas fala o quanto são carinhosos M Horn! E concordo com vc! eles sim é quem sabe amar de verdade! abs e obrigado pelo coment!

      Excluir
  4. Meu amigo,

    Obrigado pela releitura tão generosa!
    Todo vinculo com um ser vivo não deve ser subestimado.
    Com asas, com quatro patas, com duas patas.....
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não sou generoso, bons pensamentos servem apra ser espalhados... fiquei até pensando em creditar a frase a Clarisse Lispector para dar mais IBOPE e mais likes...rsrsrsr

      Excluir
  5. Como diria Exupery, acho que somos responsáveis pelo que cativamos e isso nos torna especiais. De gente pra bicho de bicho pra gente. Qdo minha gatinha consegue sair pro telhado pra passear eu fico apreensivo. É uma relação de amor diferente. Não se julgue pelo pragmatismo. Será que somos tão humanos assim quando prolongamos a vida de quem está sofrendo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Renato! se meu cachorro quizesse passear nos telhados eu ia ficar louco de preocupação! MÊDA! abs querido!

      Excluir
  6. Cada um tem uma forma de amar e lidar com animais. Cuidar bem é essêncial
    Cachorro é uma companhia indescritível, sempre fiel para todas as horas.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é isto ai RO FERS! cada um tem uma forma de amar, mas provavelmente alguns são mais eficientes nisto! como os cães! abs!

      Excluir
  7. Acho que respondi sua pergunta no meu comentário anterior. Animais deixam de ser bichos quando passam a ser parte de nossa família. Então, entendo a falta que eles fazem para seus donos, para seus amigos. Já que tem que sentir essa falta, que ela seja sentida ao máximo. Só assim, as lembranças doloridas passarão rapidamente a serem sentidas com um sorriso, ao invés de lágrimas.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!