10 de julho de 2014

Teste do pescoço

Eu até entendo que algumas pessoas tenham achado que eu minimizei um pouco a questão do preconceito contra os gays e lésbicas quando eu falei da emoção que me causou a fala de minha amiga sobre o preconceito que os negros sofrem. CLIQUE AQUI. Mas eu acho realmente que a condição do negro é muito pior que a condição do gay.  A exclusão do negro no Brasil, que gosta tanto de falar que é um pais miscigenado, é muito grande, o preconceito afasta os negros de tudo.
E isto não tem comparação com o que sofrem os gays. Vamos considerar que gays e lesbicas são - segundo os estudos, entre 10 e 20 % da população.. Os negros são muitos milhões a mais - e conte também os gays E negros!
Para quem ainda não se convenceu eu sugiro que as pessoas façam o TESTE DO PESCOÇO que circula na net. Como achei várias versões, eu compilei algumas partes do teste:
 
- Estique o pescoço para dentro dos hospitais mais renomados e vejam quantos pacientes são negros, aproveite e conte quantos médicos são negros. Agora conte as faxineiras e faxineiros.
- Estique o pescoço para dentro dos partidos políticos, para o congresso e o senado, conte os deputados e senadores negros. Agora conte os faxineiros e ascensoristas do congresso.
- Estique o pescoço para dentro do poder executivo, conte os ministros negros, conte os governadores negros, conte os secretários de estado negros. Agora conte os motoristas e os seguranças dos governadores, dos ministros e dos secretários, veja quantos são negros.
- Estique o pescoço no judiciário, conte os juizes negros, conte os promotores negros, os procuradores, os advogados. Agora conte os faxineiros, ascensoristas e continuos do judiciário.
- Estique o pescoço dentro da mídia, da imprensa, da televisão, conte os jornalistas negros, conte os programas de televisão ancorados por negros, conte os donos de tvs, radios e jornais negros. Agora conte quantos negros tem na platéia aplaudindo.
- Estique o pescoço para dentro do shopping e conte quantos manequins negros pode ver nas lojas. Agora conte as faxineiras e seguranças.
- Enfie seu pescoço nas cadeias, abrigos, delegacias, febem, e CONTE OS BRANCOS, vai ser mais fácil. Mas comece a contar os brancos no andar na administração.
 
Não meus amigos, a situação do gay é péssima, é frustrante, é aviltante, mas a situação do negro no Brasil é vergonhosa!
Não quero fazer um campeonato de quem sofre mais, de quem é mais fudido pela sociedade, se trata apenas de, algum forma, se mostrar mais sensível a uma situação que TEM que mudar!
Não vou ficar pedindo desculpas por não sofrer este preconceito, mas posso falar sobre isto para que juntos possamos mudar uma pequena parte que seja!
 
E você? Acha que os negros realmente tem chance de reverter isto sozinhos? Ou  precisam de sua ajuda?
 
 

23 comentários:

  1. Cara, não me esqueço nunca mais... quando fui ao Theatro Municipal ( RJ ), meu namorado me alertou que na platéia não haviam negros. E estava lotado e nem era tão caro o ingresso. Depois de muito procurar, avistei um casal de negros. Num dos intervalos do concerto, algumas pessoas saíram pra ir ao banheiro. E este casal sentou num dos lugares que " vagou ". Tiveram que levantar quando os donos do lugar voltaram e ainda ouvindo coisas do tipo : " Tinha que ser... "

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho Douglas, que por não estarmos na pele deles nós nem percebemos a dor e o sofrimento que isto pode causar, e que causa desde que são bebes. Mas enquanto tivermos pessoas como vc, que se indignam, as coisas podem mudar não é? abraços!

      Excluir
    2. Só acho que isso nunca vai mudar enquanto eles próprios são preconceituosos. Deveriam dar o exemplo. Quando um pai negro, é apresentado ao namorado negro, da filha negra, geralmente ele olha com desconfiança. Isso é fato.

      Excluir
  2. Olá, Boa noite,
    sim, em ambos os casos, o não reconhecimento das diferenças ou a falta de respeito a elas se fazem presentes e também, não precisamos entrar no mérito e nem pontuar quem, negros ou gays, são mais discriminados, por que , de fato, em números, conforme dito, "Os negros são muitos milhões a mais - e conte também os gays E negros!"...penso que o preconceito é a forma mais explícita de um ser humano demonstrar o quanto é ignorante e soberbo. O fato de enxergar o próximo como intolerável o faz tão imperfeito senão mais que aquele que é visto por ele.Eu creio, que as pessoas discriminadas devem ter, além dos mesmo direitos de todos, também outros que os protejam, pois a igualdade jurídica, formal, não dá conta de promover uma igualdade efetiva, pois a desigualdade está na cultura, nas relações sociais...
    Obrigado pela visita, belo finde,abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ignorante e Soberbo! boa definição de preconeito Felisberto! a nossa unica esperança mesmo é o Darwin, para continuarmos evoluindo! abs!

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. olha, eu acho que sua comparação foi injusta. É injusto comparar a quantidade ou o tipo de preconceito entre gays e negros. Eu poderia entrar nesse jogo errado e dizer por exemplo que entre negros o preconceito é compartilhado com a familia, quando um garoto negro sofre preconceito na rua, ele pode voltar e receber apoio de sua familia, com gays esta situação não acontece, muito pelo contrário. Porém, este foi apenas um exemplo, não estou dizendo de forma alguma que o preconceito entre gays é maior, mas no seu texto anterior vc disse: "Mas o negro sofre preconceito a milhas de distância, ele é negro, você o reconhece no fim da rua, do outro lado da rua, na foto do jornal, no programa de televisão.. aliás? Que programa de televisão? Não tem nenhum programa de televisão! O negro é sempre negro, o gay é gay quando se assume". E talvez isto funcione na sua realidade, mas não é a realidade de inúmeros homens gays efeminados que existem pelo mundo. Estas pessoas são reconhecidos na rua a metros de distância, são excluídos de processos seletivos em empresas, são marginalizados pelos seus próprios companheiros de preconceito que não os reconhecem nem como existentes. De forma alguma eu quero dizer que o preconceito contra gays é superior ao de negros, mas eu acho que vc viva uma homofobia muito suave em sua vida pela comparação que fez e esta não corresponde em nada a minha experiência (já que, por exemplo, eu fui ameaçado de morte três vezes, e uma pelo meu irmão e duas por completos estranhos na rua).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Foxx, este é um cicloque temos que quebrar, combater o preconceito, seja ele qual for, e pronto!

      Excluir
  5. Aplausos pras suas palavras! Penso que todos que sofrem preconceito devem se unir em único objetivo, o de limar esse sentimento desprezível! Negros precisam da ajuda de gays, gays precisam da ajuda de negros e assim sucessivamente...

    ResponderExcluir
  6. sem dúvida Esdras, se existisse esta união as coisa seriam muito diferentes, e mudariam mais rápido! obrigadopelo comentario! abs!

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho o "péssimo" hábito de ler os comentários de algumas notícias que circulam nos meios de comunicação (em especial os digitais)... e outro dia eu li um comentário que não concordei muito, mas que tinha algo que me chamou a atenção.... a pessoa falava que o problema já começava com a sigla LGBTT que tentava colocar juntos, tratar por iguais, pessoas que são diferentes...

    Para mim, em nenhum momento você está dizendo que A é melhor B, ou vive versa, são lutas distintas, que dependendo do guerreiro pode ter maior ou menos influência na forma como vemos o mundo. Cada um de nós traz consigo alguma amostra de preconceito, ser alto, ser baixo, ser gordo, muito magro, falar fino e por ai vai.

    Concordo com o teu texto e no meu caso, uma das coisas que me afetam diretamente são as questões relacionadas a cotas no ensino. Já ouvi inúmeras barbaridades a respeito, e apesar de não concordar muito, pelo o que eu já li, sou obrigado a reconhecer que elas são necessárias.

    Eu acho que assim como os "outras minorias", é muito complicado para os negros reverterem isso sozinho, justamente por conta dessa hipocrisia que impera em nossa sociedade. Penso que precisamos de campanhas de conscientização e de muita batalha, para que um da possamos viver realmente uma situação de igualdade.

    Grande abraço.

    (Em tempo, o programa do Bial ontem sobre racismo foi muito bacana)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi o comentário desse curta em um blogue de um amigo e me lembrei de alguns dos teus posts... talvez o tema do curta possa interessá-lo por isso vou deixar o link abaixo... Grande abraço...

      http://raileronline.blogspot.com.br/2014/07/rfgc-familias-por-igual.html

      Excluir
    2. TinMan! seus textos e comentários são sempre muito lúcidos! Parabens! As minorias não conseguem reverter tudo sozinhas, o maior exemplo disto foi a abolição dos escravos, que - seja por que motivo - foi levada a cabo não pela revolta dos escravos, mas por movimentos internos da sociedade! Acho que é por isto que temos que ficar atentos e apoiarmos as iniciativas que vão na direção correta, como a politica de cotas que vc citou! Obrigado pelo comentario! abraços!

      Excluir
  8. Anônimo4:47 AM

    Brasil têm que ir pra frente meu povo,sofri muitos preconceito na escola ate hj sou motivo de risadinhas , a vez que eu mas me deixou brabo foi quando eu estava entrando na sala de aula e um menino gritou olha o negresco foi ai que eu me desmanchei por dentro equele menino me perseguiu ate a 7serie me enchendo o saco depois ele viro meu melhor amigo e meu namorado mas essa história já acabou .
    me chamem no whats (047) 9638-0745 ok to sempre a espera.meu nome é felipe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por dividir sua historia conosco Felipe! realmente o preconcieto tem feito muitas vitimas e feito muita gente sofrer! abraços!

      Excluir
  9. não acho que devemos pensar no que é pior, mas ficar triste porque ambas situações acontecem. o preconceito não é menos ou mais porque é com gays ou negros, é preconceito e é difícil na mesma proporção para quem sobre... desculpa o desabafo.

    dentrodabolh.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tem razão Buble! preconeito é preconceito, burrice, ignorancia, nem mais nem menos!

      Excluir
  10. Preconceito e intolerância são males que infleizmente perduram. Achei o teu post muit bom, puseste o dedo bem na ferida. E se pensarmos bem, quantos negros governam na sociedade ocidental? E por aí adiante? Muito boa reflexão...

    ResponderExcluir
  11. Muuuuuuitas divagações sobre o tema. Historicamente a coisa ficou ruim na era dos descobrimentos quando negros vendiam outros negros aos colonizadores e imbuiu-se a idéia de que como eles mesmos se vendem são inferiores. Com isso não confiam uns nos outros e reforçam o preconceito entre eles mesmos. O que nos leva a entender porquê tem tanto jogador de futebol e pagodeiro casado com loira. Mas essa é uma das milhares de análises possíveis para se entender o problema. E mesmo políticas públicas afirmativas vejo como mais prejudiciais do que de compensação. É uma questão de educação ética necessária a sobrevivência de uma sociedade humanitária.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Eu e Francisco Antero, co-autores de O Teste do Pescoço, ficamos imensamente felizes em ver aqui transcrito o nosso texto-teste. As muitas variações sobre ele vem deste mesmo original aqui postado, porque as pessoas vão inserindo mais descobertas de como aplicá-lo no dia a dia.

    Quanto à fala do autor "mas eu acho realmente que a condição do negro é muito pior que a condição do gay.", discordo pontualmente. Não HÁ como separar a questão do/a negro/a de nenhuma das causas reivindicadas pelas minorias de direitos. Onde quer que os/as negros/as estejam inseridos, serão sempre excluídos de tudo. Exemplos:

    Se a pessoa É NEGRA e também é gay ou lésbica, há de sofrer duas vezes: por ser negro e por ser lésbica ou gay. Se caso a sociedade se ver obrigada a inserir a ambos, escolherá sempre os gays e lésbicas brancos.

    Se for mulher e negra, sofrerá duas vezes. Mulheres de quaisquer etnias sofrem com o machismo, porém a mulher negra sofre por ser negra e mulher. Ela ganha menos que as mulheres brancas, são as que menos se casam, a maioria criam seus filhos sozinhas (filhos de pais negros ou brancos), estão na base da pirâmide da sociedade

    Assim, O Teste do Pescoço se aplica também para a somatória destas 'sofrencias'. Aplica-se sempre o fator de peso ² para tudo. Se for negro, obeso, deficiente, nordestino e assim vai... quantas vezes sofrerá o negro ou a negra?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luh! Que legal saber quem sugeriu o TESTE DO PESCOÇO euli em diversos lugares e não sabia qual era a fonte original, recebe até por email... Parabens pelo seu texto e todas as reflexões que gerou!

      Excluir
    2. Muito obrigada!!

      Fico muito feliz em poder contribuir para desmontar o mito da Democracia Racial nesse país!

      Excluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!