17 de maio de 2006

Paura di Uommi!

Hoje, dia 17, é o dia de combate á homofobia, data que é celebrada internacionalmente pela 2a. vez. Homofobia é o Medo de Homossexuais, a Aversão aos Homossexuais
Numa semana de fúria com a que tivemos fica meio estranho falar em "combate" á homofobia, pois já tivemos combate demais por aqui...mesmo em outras campanhas, de combate á AIDS ou combate ao cancer de pele, eu acho estranho falar em "combate"...não há um inimigo á combater! Ou vamos tentar "bater" nos virus do HIV? Ou dar umas "porradas" nos raios solares?
Em todo caso...como é que se COMBATE a homofobia?
Por um lado temos que contar com leis, com normas sociais, que direcionem a sociedade na direção do respeito, da tolerância e da aceitação, leis que punam os que agridem ou discriminam as pessoas em função de sua orientação sexual, ou qualquer outra diferença.
Por outro lado é preciso um trabalho diário, educacional, de cada homossexual, e de cada pessoa que acredita de verdade na igualdade, mostrando em suas atitudes, em sua fala, em suas ações, que muitas pessoas aceitam estas diferenças
Se não fizermos isto, as pessoas só vão saber do assunto quando aparecer a notícia no jornal de mais um gay morto ou lésbica discriminada no trabalho. Cad um de nós pode ser um agente no "combate" á homofobia, mostrando que as pessoas podem ser aceitas pelo que são!
O problema é que a homofobia já está tão internalizada nos próprios homossexuais, como bem descreve o psicologo Kleicuis Borges, que muitos deles acham inadmissível (desnecessário dizem outros) que dois homens ou duas mulheres possam se beijar ou expressar carinho em público. Pelo que consta, quanto mais dentro do "aramário" está um gay, mais ele tem tendência de ser avesso á expressão livre da homossexulidade!
E a missão não é dificil, basta mostrar no que você acredita! E você vai ajudar mais gente a acreditar!
E a dúvida! Já que somos todos homo sapiens, porque temos hetero inteligência?

6 comentários:

  1. Falou bem, a homofobia é hiper internalizada. A grande parte dos gays faz o trabalho de repressão pelos héteros, e sai por aí combatendo os gays que são mais assumidos (a minha birra com uma certa galera que milita em favor da "discrição, pelas vias erradas). Como antropólogo eu sempre vejo a parte cultural: enquanto não mudar isso, que é complicadíssimo, não adianta ter leis nem estrutura de apoio. Uma maneira que eu acho legal é vivenciar a homossexualidade. Isso depende de cada pessoa, tentar parar de se reprimir e vivenciar esse desejo da maneira que puder. Um outro passo é tentar ser aberto com relação a isso, na medida do possível: uns podem se arriscar mais do que outros. Isso, junto com militância, educação das gerações mais novas (tanto gays quanto héteros), leis, etc., conseguirá mudar, quem sabe um dia, essa situação. Uma outra coisa é o papel dos gays mais velhos em lidar com as novas gerações: que tipo de dicas nós damos, que tipo de valores nós passamos para eles? Pois mesmo que não sejam nossos filhos, esses carinhas mais jovens olham para nós como exemplo, em muitos casos.. que tipo de exemplo queremos dar? Eu penso sempre muito nisso, e nem sempre fico satisfeito comigo mesmo...

    ResponderExcluir
  2. Não entendo muito bem os seres humanos (não sei nem de mim!), mas fico espantado quando vejo a homofobia estampada na cara das pessoas. Afinal, medo de que? Em que a opção sexual do próximo nos ameaça? Dia desses ouvi de uma certa pessoa que a culpa da disseminação da AIDS é culpa dos gays. Pensei com meus botões: quem mandou fazer sexo sem preservativo?. No final, é mais fácil colocar a culpa nos homossexuais. O mais engraçado nisso, se é que podemos achar graça, a incidência de contaminação entre gays é bem menor do que entre os heterossexuais.
    Abraços.
    H.

    ResponderExcluir
  3. Sou contra qq tipo de preconceito. Acho que o que vale é vc correr atrás da sua felicidade. Se vc, mulher é feliz amando outra mulher, que seja. Se vc, homem, só é feliz se puder namorar outro homem, pq não? A vida é muito curta para perdermos tempo com coisinhas... o que vale é a felicidade... eu quero é ser feliz junto ao meu príncipe encantado! Beijossss

    ResponderExcluir
  4. CLARO, LEIS QUE GARANTAM A PROTEÇÃO DO HOMOSSEXUAL SÃO NECESSÁRIAS, MAS A BASE DE TUDO É REALMENTE UMA MUDANÇA DE VALORES SOCIAIS. TIPO, COMEÇAR DESDE CEDO, NA ESCOLA, EM CASA, A MOSTRAR QUE EXISTEM NÃO SÓ HOMENS E MULHERES QUE AMAM UM AO OUTRO, MAS TAMBÉM HOMENS QUE AMAM HOMENS E MULHERES QUE AMAM MULHERES. É DESDE CEDO QUE SE TORCE O PEPINO. E EU ESTOU CANSADO DE UM MONTE DE BICHA QUE TEM MEDO DE DEMOSNTRAR O MENOR AFETO PARA COM SEUS AMIGOS/NAMORADOS POR MEDO. DEMONSTRAÇÕES DE AFETO QUE ÀS VEZES HOMENS HÉTEROS TÊM ENTRE SI, COMO ABRAÇAR E ANDAR COM A MÃO NO OMBRO DO OUTRO. TE DIGO MAIS, O MUNDO GAY É MUITO FRIO, PELO MENOS O QUE CONHEÇO. SEM CONTATO FÍSICO (PARECE QUE CONTATO FÍSICO SÓ SE FOR PRA TREPAR), SUPERFICIAL. ESTOU DESGOSTOSO COM ISSO.

    ResponderExcluir
  5. preconceito por si so já é horrivel, agora o auto preconceito é pior ainda, igualdade e respeito temos que esperar muito para um dia que talvez nunca chegue todos aceitem o homossexual como ele é sem nenhuma forma ou expressao que o discrimine, e para mim a pior forma são os proprios homossexuais que nao se assumem e levantam uma bandeira contra, me diga, como ser feliz se vc mesmo nao se aceita como vc é , sem se respeitar como fazer com o proximo...

    ResponderExcluir
  6. Caramba... estou chocado...
    Eu sou homofóbico...

    Bem, não sei nem o que dizer... acho que vou tomar uma ascaridil e tentar matar a bicha que existe dentro de mim!

    HAuahuhuahuhuahauhuhauahuahauh!

    Ai, que mal gosto!!!!
    Desculpa, fofo, mas como no post posterior, tem coisas que só brincando mesmo pra descontrair!!

    BEijão!

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!