25 de maio de 2006

Você gosta do Jack?

Você assiste a série Will and Grace? Ela é um grande sucesso não só entre os homossexuais do mundo todo, mas também entre os heterossexuais. As perípécias do Will e da Grace em busa do amor e da felicidade envolvem muitas trapalhadas, também com os amigos que eles tem! Infelizmente a séria acaba este ano...
Então sabe quem é o Jack, não sabe?
Me diz uma coisa, o que você mais gosta no Jack? Pode marcar mais de uma alternativa:
( ) Você gosta do jeito que ele se comporta?
( ) Você ri dos trejeitos e as caretas que ele faz?
( ) Você acha engraçado quando ele quer conquistar um cara?
( ) Você se diverte com a futilidade dele e da amiga?
( ) Você também se diverte com as maldades que eles armam?
( ) Você acha importante o exemplo que ele dá sobre a homossexualidade sadia?
( ) Você admira as posições políticas que ele expressa, na defesa dos direitos GLBT?
( ) Você acha importante porque ele ajuda a diminuir a idéia que homossexuais são promiscuos e fúteis?

Bom...vamos á analise, totalmente provocativa, do teste:
Se você marcou alguma das últimas 3 opções, é sinal que você nunca assistiu a série! Você é uma pessoa totalmente OUT!
Mas, se por outro lado, se você marcou alguma algumas das 5 primeiras alternativas, quero lhe informar que você pode ser chamado de... homofóbico, afinal de contas você se diverte com os estereótipos que a sociedade impinge aos homossexuais!
Entende onde quero chegar? Qual é o limite de rirmos de nós mesmos e os outros rirem da gente? E olha que nem sei se a maioria do elenco e produção de Will and Grace é homossexual...
Como é que se dosa isto? Onde é o limite da piada saudável e a piada "escrota"?
Será que os homossexuais ditos "ativos" não tem realmente "pena do rabo"?

Sei que não é um assunto para se esgotar num post, nem eu mesmo me considero aberto e resolvido para saber o que fazer com as piadas homofóbicas, mas eu estava lendo algo sobre o ultimo capitulo de Wil and Grace e isto me ocorreu...O que acha disto?

18 comentários:

  1. Ah, meu fofo, vamos lá!
    Primeiramente, eu levei um susto com o questinário... pensei "será que foi ele mesmo que postou isso? depois do post anterior???"
    Mas depois fiquei mais calmo e vi que vc era vc mesmo...

    Mas deixa eu te contrariar um tiquinho!

    Olha, eu acho que tudo na vida tem dois lados, e tudo acontece gradativamente. Não adianta a gente achar que de hoje para amanhã as pessoas vão ter todo o respeito por nós, e que piadas não vão ser ditas e chacotas não vão ser feitas... vão...

    Os piadas tem seu lado negativo? Tem! Esse seriado tem seu lado negativo? Tem! Mas...

    Também tem o lado positivo. Não adianta a gente achar que vai ser respeitado antes que as pessoas se acostumem conosco. Os programas com temáticas gay acabam fazendo isso. Pelo menos, hj em dia, nem todo gay é estereopitado! E isso serve pra mostrar que existe diversidade! Se todos os programas fossem tipo BB Mountain, o que seria dos gays efeminados? Seriam considerados totalmente anormais!

    Não sei... não estou defendendo o escracho e nem o deboche... mas encarando as coisas por vários pontos de vista...

    Por exemplo... em Queer as Folks... não assisti muitos, pouquíssimos, na verdade... mas tem aquele principal, que namora o loirinho... ele não tem nenhum trejeito. Todo macho! ...mas em um episódio, ele comeu um secretário de um executivo pra ter uma informação... e ele era "casado"...
    e foi em cima de uma máquina de xerox...

    Não consigo fer se o exemplo do Jack seria pior que esse...

    BEijão1

    E que venha a polêmica! ;)

    ResponderExcluir
  2. Hehehehehheh!
    Vc não vai nem me xingar?

    BEijão!

    ResponderExcluir
  3. Weel, vamos lá!
    Primeiro temos de ter cuidado pra não sermos politicamente corretos e acabamos nos tornando o tipo de pessoa que vê agressão em td. Antes de ser gay, somos todos seres humanos e não podemos ser classificados por sermos gays, bi, hetero... piadas gays são engraçadas, algumas são de mal gosto realmente, mas ninguem reclama de piada de português, de loira ou então ninguem reclama pq nas novelas sempre colocam nordestinos pra fazer papeis de empregados, bandidos e analfabetos (esquecem que o genial ariano suassuna é paraibano).
    O buraco é bem mais embaixo, o racismo é algo tão dentro da sociedade que muitas vezes ele é manifestado e nem percebemos. Quanto aos esteriotipos, ha pelo amor de Deus! Eu luto jiu jitsu, trabalho td engravatado, num dou pinta e mesmo assim sou super hiper gay. Ser gay me define? Não! Existe outros determinantes para isso! hj em dia tem td tipo de gay, alguns são integros outros são tão promiscuos quanto alguns heteros... o problema é a mentalidade judaico-cristã que ainda predomina nesse nosso pais de "imagem-é-tudo"...
    Bem, that's it... ou quase!
    Adorei o post, bem polemico! Gosto de coisas assim, não me agrado pelo cinza... gosto do preto e do brnco.. ou é ou não é!
    bjussss

    ResponderExcluir
  4. Olha... eu acho que concordo com o Rica... 'W&G' faz questão de frisar as diferenças, contrabalançando os 'bonzinhos' (Will e Grace) com os 'perversos' (Jack e ... como é mesmo o nome...???). É como se eles quisessem dizer: existem gays certinhos e despirocados, da mesma forma que acontece com os heteros.
    Na verdade, os dois 'casais' são imagens especulares: os ingênuos versus os politicamente incorretos!!!

    ResponderExcluir
  5. Acho que o Ricardo tem um pouco de razão, mas você também tem, e acho legal que você sempre se coloca questões importantes e problemáticas. Eu acho o seguinte: sim, seriados e até mesmo BB Mountain podem ser lidos como altamente preconceituosos e tudo mais. Eu mesmo faço isso as vezes no meu blog. Mas não acho que é patrulhando esses programas que se resolve nada. Eu mesmo dou risada do Patrick do Zorra Total, por exemplo, apesar de ser altamente ridículo e homofóbico. Acho que arte, mesmo essas de baixo calão, não precisa ser politicamente correta, senão a gente cai naquele lance do "realismo socialista", e isso não resolve nada. Como eu sempre falo, a gente precisa é multiplicar as imagens e as referências, mostrar que nem tudo é do jeito que o senso comum percebe. Vivenciar coisas, subverter regras, especialmente aquelas que nos limitam a uma existência idiota. Não proibir, mas lutar por espaços, abrir trilhas novas, inventar opções. Agora, tão limitado quanto a bicha efeminada estereótipo é o cara que se patrulha pra ser macho e discreto, pra não ofender ninguém... Quem está certo? Tem gente que é macho sem se forçar a isso, e tem gente que é delicada e efeminada também naturalmente. Não suporto essa cobrança em cima da feminilidade! Eu mesmo cansei de me patrulhar para não deixar meu lado "delicado" aparecer, é um horror ter que viver seguindo padrões! Os gays sofrem tanto preconceito, por que repetem esse preconceito internamente? Não sei dizer. Tenho outras estratégias hoje em dia para lidar com minha vontade de mudar o mundo! Paro por aqui pra não virar outro post, ce sabe que eu adoro tagarelar por aqui! ABs

    ResponderExcluir
  6. hm, bom, eu ñ assisto mto Will and Grace, mas esses estereotipos e piadinhas me irritam profundamente.... e eu sei sim quem eh o jack, e ele eh mtoooooooooooo esculachado... afff.... eh triste.
    Bjo

    ResponderExcluir
  7. Anônimo2:01 PM

    Acho apena que e um programa de entretenimento, de humor e tem um personagem que e o jack que e hilario e em alguns episodios ele é ate bem resolvido na sua sexualidade e luta pelos direitos dos gays tb , soq ue isso nao e foco dos seriado que e de humor e assim como tem o jack tem a karen que e outra pessoa muito hilaria
    discordo dessa opiniao, acho que e racionalizar demais e dar muito imporatancia ao fato de tudo se r homofobico vamos com calma

    fernando junior

    ResponderExcluir
  8. assiste "party monster"...
    e muita pinta em um filme so...

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. Engraçado, minha tendência é condenar esse tipo de piada, mas Jack faz de uma forma tão "natural" a sua caracterização que é difícil criticá-lo. Agora, qdo se vê o que se faz no Pânico e no Casseta & Planeta, eu não sei se choro pela piada sem graça ou pela discriminaçao que eles fazem. Não vamos generalizar e dizer que toda piada de viado desmunhecando é homofóbica, mas que a imensa maioria o é, convenhamos...

    ResponderExcluir
  11. Bem amigo... Creio que muita parte do preconceito parte de nós, homossexuais ou bissexuais. Estou chegando à conclusão que a luta para que os gays sejam vistos de uma maneira "melhor" é meio que furada. O comportamento individual que conta, embora vivamos em sociedade. Estereótipos sempre existiram e sempre existirão. O que faz a diferença é como VC se comporta. No que VC influencia.
    Bem .. isso é o que eu penso...
    abração!

    ResponderExcluir
  12. Não assisto a série...
    O que é isso de "pena do rabo"? Não entendi!

    ResponderExcluir
  13. Li o post abaixo e agora entendi a coisa da pena do rabo. Risos.

    ResponderExcluir
  14. EU ADORO ESSA SERIE

    ADORO WILL & GRACE

    ResponderExcluir
  15. Eu gosto de personagem dele , embora concorde com vc que ele retrata o homossexual fútil e estereotipado. Enfim, acho que ele seria perfeito caso a sociedade encarasse de forma adequada os gays e tivesse a plena conciência de que Jack representa apenas uma parcela da comunidade. Na verdade , o mote da série são os conflitos de relacionamento, pois a protagonista é ht e solteirona. Nesse ponto, a série acaba sendo interessante do ponto de vista da convivência ,mas deixa a desejar quando não discute conflitos importantes que os homossexuais enfrentam no dia a dia. Para nós, que já sabemos de todos os problemas e os enfrentamos , até que soa engraçado e divertido,mas para os outros....Bjs

    ResponderExcluir
  16. Eu gosto do Jack. Mas gosto mesmo é da Karen Walker. Bem.. passando por aqui pra uma visita.

    ResponderExcluir
  17. eu gosto da ruiva amiga do jack, ta eu gosto msm pq axo ela linda hehehhe bjao

    ResponderExcluir
  18. Anônimo10:55 AM

    Super color scheme, I like it! Good job. Go on.
    »

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!