27 de junho de 2006

INTOCÁVEIS

Eu não canso de me espantar com os mecanismos cruéis e inexplicáveis que a sociedade tem de pisar e colocar de lado as pessoas que não são iguais, quantas maneiras de fazer o mal somos capazes de inventar?
E não vou falar do isolamento e segregação que sofrem todas as pessoas que seguem uma linha, mesmo que tenuamente, diferente do que a sociedade estabelece como normal, mas o paralelo com o preconceito aos homossexuais salta aos olhos!
Não sei se você sabe mas na Índia a sociedade durante milênios se dividiu em "castas", em camadas, que não podiam se misturar até por força de lei. E dentre estas castas havia os "Intocáveis" pessoas que os outros tinham "autorização" de humilhar, desprezar, pois era uma daquelas coisas "que sempre foi assim".
Párias que ofendiam aos outros simplesmente por olhar nos olhos ou andar na mesma calçada.
Confesso que ainda não entendo o motivo disto, sei que deve ter uma explicação milenar, provavelmente religiosa, para legitimar este absurdo, do mesmo jeito que a Igreja de Roma legitimou a escravidão por séculos.
Mas eu achava que isto não existia mais, achava que a famosa e desenvolvida India moderna, elogiada por 10 entre 10 profetas do futuro brasileiro, já tinha superado isto, até ler há alguns dias atrás, a estória do intocável PAUL RAJ que foi abraçado por um estranho pela primeira vez aos 21 anos de idade.
Clique no titulo deste post e leia a matéria que está no site da Revista Capricho. O que mais me espanta é que ele enfrenta o mesmo preconceito na faculdade, lugar onde as pessoas deveriam estar querendo mudar as coisas e melhorar a sociedade, e reparem no contato fisico que ele tem com a namorada!
Eu, que sempre achei tudo que é indiano muito bonito, até de filme indiano eu gosto! Fiquei muito triste e decepcionado, achando tudo muito feio!
E o Paul é como nós, ele não optou nem escoheu nada, ele simplesmente é! E isto lhe traz muito sofrimento!
Não ficaram decepcionados com a sociedade indiana? Eu fiquei!

7 comentários:

  1. Putz, que história sofrida, hein?! E é tão desumano pra gente como nós que vive num país onde esse tipo de segregacionismo (nesse nível impressionante) não existe...

    ResponderExcluir
  2. Permitam-me discordar do Sidnei... A Índia (entre outros países, como a África do Sul ou os EUA até recentemente) simplesmente torna oficial segregações que no Brasil são costumeiras... Nem preciso explicar que a gente se segrega dos outros constantemente, seja a pessoa pobre, negra, viado, aidético, drogado, louco, feio, etc... É só pensar nas nossas cidades brasileiras, segregadas por bairros, favelas, etc. pra perceber que a Índia é aqui também...

    ResponderExcluir
  3. Olha... nem sei o que dizer...
    a gente que vive com medo do preconceito, querendo ser aceito, sente alguma identificação com essa situação, apesar de não poder ser comparada nem de longe...
    Ai... não estou falando coisa com coisa... essa história mexeu comigo...

    Beijão..

    ResponderExcluir
  4. Anônimo10:55 AM

    Super color scheme, I like it! Keep up the good work. Thanks for sharing this wonderful site with us.
    »

    ResponderExcluir
  5. Anônimo11:34 PM

    vai apanhar no cu

    ResponderExcluir
  6. Anônimo3:58 PM

    I really enjoyed looking at your site, I found it very helpful indeed, keep up the good work.
    »

    ResponderExcluir
  7. Anônimo7:54 PM

    Really amazing! Useful information. All the best.
    »

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!