12 de julho de 2005

Crianças criadas por homossexuais não terão referencias sexuais completas!

Esta é uma outra afirmação que as pessoas fazem ao serem indagadas se apoiam ou não que as crianças sejam criadas em lares homossexuais. Elas dizem que uma criança criada por duas lésbicas, não terá referências sexuais de masculinidade, ou que uma outra, criada por dois homens, não terá referencias femininas...
Mas será que este argumento pode ser considerado válido para não apoiarmos a união homossexual e consequentemente as famílias homossexuais?
Será que uma criança, um menino por exemplo, criado por uma mãe solteira, vai se tornar uma "menininha"? Porque, pelo argumento acima, ele não terá referências do masculino...ou talvez até tenha, de um pessímo homem, que não assumiu seu filho...e talvez a partir de uma mulher, magoada e ferida, que detesta os homens...
Então, seria o caso destas mesmas pessoas defenderem que os filhos e filhas de mães solteiras, pais viúvos, sejam criados pelo Estado, ou por uma família substituta.
Mas por que ninguem advoga isto?
Porque as pessoas argumentam que esta criança, criada apenas pela mãe, poderá ter boas referencias de masculinidade, através de outros parentes (avô, tio, primo, padrinho...) ou de amigos da família, ou até mesmo de pais de seus amiguinhos...
Esta não seria então, a mesma resposta para os casais homossexuais que criam filhos? Não tem eles a oportunidade de buscar outras referencias no seu entorno? Pais, Mães, Avôs, Avós, Tios, Tias...e tudo o mais?
Tenho certeza que as referencias do masculino e do feminino que todos nós temos não vieram unica e exclusivamente do que nos ensinou o papai e a mamãe com suas atitudes. Muita coisa nos influenciou para formarmos a nossa "persona". E tenho certeza que a ética, a honestidade, a perseverança e o amor de nossos pais fizeram muito mais por nossa formação do que a masculinidade de seu pai ou a feminilidade de sua mãe.
Mas, e se a criança ver as duas mães se beijando, os dois pais se abraçando e se acariciando? Isto não é errado? E se o pai da criança for travesti? Ou a mãe masculinizada?
O que responder a estes argumentos tão chocantes? O que você responderia?
Eu acho que a criança vai se deparar com uma realidade que talvez outras crianças não se deparam, como outras crianças convivem com irmãos deficientes mentais, e outras crianças tem uma avó presa na cama dentro de casa, ou um pai e uma mãe que brigam e se agridem fisicamente o tempo todo, ou um pai corrupto e desonesto, ou um pai vagabundo.
Ou seja, esta realidade, o fato da criança ter dois pais ou duas mães, é apenas mais uma coisa na vida dela, e cabe aos pais que criam esta criança fazê-la aproveitar e enetender ao máximo este ambiente de diversidade, de diferença que ela vive. Como já citei em outro post, nas pesquisas feitas nos EUA o numero de cirnaçs criadas por homossexuais que são também adultos homossexuais é igual ao percentual de crianças criadas por casais heterossexuais que são tambem adultos homossexuais.
É claro, que se esta criança for criada por duas mulheres homossexuais, que por algum motivo detestam homens (e não resolveram esta questão psicologica delas antes de ter filhos) esta criança vai ter uma visão mais restrita do mundo, do mesmo jeito que uma criança criada por pais racistas ou homofóbicos vai ter...
Concluindo?
Você já não concluiu por si só?
Não importa se vc tem dois pais, pai e mãe, duas mães, uma avó ou outro arranjo familiar....o que interessa é a responsabilidade destas pessoas que tem o privilegio de nutrir e fazer crescer um outro ser humano, se elas sabem ou não exercitar este privilégio, esta benção!
E você, o que acha disto?

4 comentários:

  1. Toninho da Falt8:49 AM

    Oi Fábio ... bons argumentos .. mas a parte que vc cita a pesquisa não ficou clara. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. [i]O que eu acho é que a sociedade ainda é institivamente preconceituosa e por um pessimismo meu, acredito que as situações homossesuais poderão chegar a um patamar de tolerância e aceitação compreêndidos, porém jamais totalmente vistas como normais.Imposições sociais,religiosas,familiares,profissionais ainda terão uma certa relevância.

    Abraços

    Rodriggo Franca - Cansanção,Ba

    ResponderExcluir
  3. Muito legal.. Vc teria a fonte da pesquisa q vc citou?

    ResponderExcluir
  4. Oi, estamos em um pais com 90% de Cristãos, e com base nisso, e como cristao que sou, tenho que me posicionar ao contrario de sua opinião, pois creio na biblia e ela me diz que no Principio Criou Deus macho e femia, tudo aquilo que é diferente disso, eu não aprovo!!!

    Forte Abraço

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!