13 de julho de 2005

Filhos de Homossexuais sofrerão por isto!

Um outro grande argumento utilizado quando as pessoas querem negar o direito dos homossexuais de terem filhos é que estas crianças sofrerão por este motivo.
O argumento é que estas crianças serão discriminadas e apontadas na rua por serem criados por dois homens ou duas mulheres. As pessoas argumentam que estas as crianças estarão permanentemente constrangidas por terem que apresentar seus "dois pais" ou "duas mães" aos amiguinhos.
As pessoas que não querem que homossexuais tenham filhos argumentam que estas crianças terão problemas psicologicos por serem criadas numa ambiente "estranho" e "anormal".
Mas, será que este é realmente um impedimento para que crianças sejam criadas nestes lares?

Acho que não! Discriminação, preconceito, não aceitação, estranhamento, são sitações comuns na infância, comuns a todos nós, que não fomos criados por homossexuais, mas fomos discriminados por nossos pais serem divorciados, fomos colocados de lado por não termos habilidade no futebol, não fomos aceitos por usarmos óculos, sermos negros, gordinhos, "burros", timidos...e assim por diante..
A escola, principalmente, estámuito despraparada para lidar com as diferenças, e não só as diferenças sexuais!
A família, os dois pais, as duas mães, tem que preparar seus filhos para isto, e não serem impedidos de terem filhos. Do mesmo jeito que a mãe e o pai da menina gordinha, discriminada e sem namorado, estão sempre a seu lado.
Se o casal homossexual, ou o homossexual que cria um filho sozinho(a) estiver tranquilo com relação a isto, tiver um bom nivel de aceitação e auto-estima em relaçao á sua orientação sexual, eles saberão criar crianças fortalecidas e conscientes destas diferenças

Além disto, há que se considerar que muitas crianças já são criadas por homossexuais, muitos destes homossexuais vivendo um casamento heterossexual por conveniência, outro tanto que já romperam estas barreiras e criam seus filhos sozinhos, ou após uma separação, ou por meio de adoção.
E o que será pior,uma criança criada por uma familia homossexual feliz e preocupada com estas diferenças ou uma criança criada por uma família homofóbica, muitas vezes por conta da não aceitação sexual de seus pais da sua própria sexualidade?

Se estas pessoas, que querem negar os direitos dos homoafetivos de terem filhos, se preocupassem em transformar a sociedade e principalmente a escola, num ambiente mais acolhedor das diferenças, mais amistoso com as populações discriminadas, ai sim eles poderiam justificar sua preocupação com estas crianças.
Além do fato, de que estariam melhorando a vida das crianças com necessiadades especiais fisicas e mentais, dos gordinhos, das crianças que usam óculos, e de todos os outros discriminados, de um jeito ou de outro!
E você, acha que filhos de homossexuais sofrem mais por esta razão?

10 comentários:

  1. Penso que não é verdade que são discriminados por nossa homossexualidade.Nossa casa vive cheia de amig@s deles, gostam visivelmente de nós, e dos nossos. Os preconceitos podem vir por variados motivos, e esta alegação é só mais um pretexto para dizer que "não somos normais" (rs) Minha família é como a de todo mundo. E a sua? Beijos, Maria Rita

    ResponderExcluir
  2. Anônimo10:13 PM

    Meu pai é homossexual e gostaria muito que essa não fosse uma realidade. Sofro demais por isso e sinto muita vergonha.
    E quando vejo homossexuais defendendo a adoção de crianças, fico enfurecida, pois sei que eles passarão por problemas semelhantes aos meus.
    E não se trata de um comportamento homofóbico, pois respeito a sexualidade de cada um. Mas se eu pudesse escolher, jamais teria escolhido um pai homossexual, da mesma forma que ninguem escolheria um pai alcolatra, assassino e etc.

    ResponderExcluir
  3. Estou pesquisando relatos reais de pessoas que experienciam esse tipo de situação e suas opiniões sobre o assunto. Gostaria de pedir, encarecidamente, que comentassem sobre o mesmo. Muito obrigada, Priscila (estudante de psicologia)

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. É MELHOR TER PAI HOMOSSEXUAL E VIVER DIGNAMENTE DO QUE TER PAIS MACHISTAS E LADRÃO, ASSASSINO ASSALTANTE,INDIGNO NA QUESTÃO SOCIAL, A VIDA PARTICULAR SÓ PERTENSE A NÓS PRÓPRIO E TEM QUE SER RESPEITADA,SE EXISTISSE UMA LEI MAIS SEVERA PARA TODA FORMA DE DISCRIMINAÇÕE E PRECONCEITO, TALVEZ HOVESSE MAIS RESPEITO.

    ResponderExcluir
  6. É bom e saudável para uma criança ter pai e mãe, pois é um equilíbrio. Ter um pai que se finge de mãe ou uma mãe que parece um pai faz confusão na cabeça da criança. É prejudicial na sua criação.

    ResponderExcluir
  7. Anônimo6:39 PM

    Na boa, se vocês soubessem 1% de Psicologia saberiam que é justamente ao contrário: pais homossexuais geralmente querem ter o filho. Já uma parcela enorme de pais heterossexuais tiveram filhos por acidente e os consideram como "fruto de uma grande besteira". Isso justifica a porcentagem enorme de heterossexuais que acabam deixando os avós como pais. São uns hipócritas.

    ResponderExcluir
  8. janaina oliveira9:27 AM

    Janaina Oliveira,
    Gente, não importa se pais são homossexuais ou não o que importa é o bem estar das crianças, pois posso lhes afirmar que as crianças, os adolescentes já estão muito além de todo esse preconceito e respeitam a opção sexual das pessoas. Homossexuais no geral são pessoas que se preparam para essa adoção e criam seus filhos com muita dignidade. na esteira do CID/1995, O CONSSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, ATRAVÉS DA RESOLUÇÃO 1/99, CONSIDERANDO QUE HOMOSSEXUALIDADE NÃO CONSTITUI DOENÇA ,NEM DISTURBIO E NEM INTERVENÇÃO. Enfim tudo se resume a um preconceito o que significa um conceito antecipado por falta de conhecimento e ignorancia de uma leitura mais aprimorada.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo10:25 AM

    Sou homossexual e crio meu filho, de 7 anos de idade. Meu companheiro tem um filho de 3 anos e nossos filhos se dão melhor do que fossem irmãos de sangue. Dormimos, eu e meu companheiro, no nosso quarto e as crianças no quarto deles. Somos uma familia normal e feliz. Algum problema? Até agora não notei nehum problema psicológico em meu filho. Ele ainda pensa que somos apenas 'amigos morando juntos'. Acho que não é a idade própria para contar a ele. A psicóloga dele disse-me que irá prepará-lo para esta realidade. Acredito nela.

    ResponderExcluir
  10. Anônimo4:16 PM

    Sou homossexual e cuido da minha filha com amor e disciplina, como todos pais que prezem pela educação dos filhos. Esta "coisa" de sexualidade é parte do mundo dos adultos, o que as crianças precisam é de um lar onde há amor. Todas as pesquisas na área são unâmimes: não há diferenças de comportamente nestas crianças e comparação as criadas por heteros.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!