10 de agosto de 2005

GAY FATHERS - parte II

Esta é a segunda parte da transcriçãodo livro GAY FATHERS, se ainda não leu a parte I sugiro que leia antes.
O mais interessante desta introdução é que ela, apesar de falar de homens, encaixa perfeitamente nas situações também vividas por muitas mulheres, que constorem vidas "de fachada" e sofrem muitopor isto, observem e vejam se estou certo:

"1. INTRODUÇÃO

Os homossexuais vivem de várias maneiras. As imagens que temos deles freqüentemente nos chegam como estereótipos que vão desde as “bichas-loucas” á figura típica com jeans, tênis camiseta e bigode bem aparado. A realidade de suas vidas, porém, é sempre mais complexa, humana e interessante do que estes estereótipos. Uma dessas realidades é o homossexual que vive por trás da fachada de uma vida “normal” com mulher e filhos.
Essa é a sua situação? Talvez as pressões das expectativas da família e da sociedade fossem muito fortes para que você evitasse o casamento “Quando você vai se casar e sossegar?” era a pergunta insistente, sempre acompanhada de um certo olhar...
Talvez você tenha acreditado em psicólogos, amigos ou psiquiatras que lhe disseram que era só uma fase pela qual você estava passando. Talvez você desejasse desesperadamente que seus receios fossem infundados. E que melhor maneira de provar isso do que se casando? Talvez você tenha pensado que o fato de alguém querer casar com você era um sinal de que afinal de contas você era “normal”.
Seja qual for o motivo, muitos homossexuais se casam ou mantém relações com mulheres e tem filhos. A vida desses homens parece ir bem por um tempo. Depois começa a tensão e o que parecia um sonho se torna um pesadelo. O que começou co promessas e esperanças parece agora um terrível engano que não pode ser resolvido sem provocar danos irreparáveis, tanto ao homossexual quanto aqueles que ele ama. Freqüentemente, ele é assaltado pelo medo e ansiedade que resultam do fato de se levar uma vida dupla: as fantasias cada vez mais persistentes e as escapadas furtivas para encontros com outros homossexuais. Ele vive com a promessa de reformar e com o sentimento de fracasso e desespero que vem quando a promessa é quebrada. Ele vive com a terrível ilusão de que só ele no mundo é casado, pai e homossexual.
Este livro é para estes homens ( e há muitos) que se perguntam o que acontece quando se é pai e homossexual. Dirige-se aos homens que talvez estejam dispostos a aceitar o fato de que são pais e também homossexuais, aos que querem enfrentar esse fato direta e honestamente. Nós, os autores deste livro, somos um grupo de homens que havíamos constituído família e nos demos conta de quem éramos e o que tínhamos feito.
Essa percepção não fez com que quizessemos apagar o passado. Aceitamos tudo isso. Não queremos voltar atrás para começar de novo sem mulheres e filhos, que agora fazem parte de nossas vidas; mas também reconhecemos que somos homossexuais e devemos lidar com esse fato da melhor maneira possível.
Somos pais homossexuais e talvez você também seja um deles. Se você é, este livro foi escrito para você. Conhecemos a estrada solitária em que você se encontra. Já conhecemos os passos dessa estrada e nos lembramos dos sentimentos que você agora deve estar experimentando. Conhecemos a dúvida – “Porque estou nesta situação?”- e a necessidade de falar com alguém sobre o que se pode encontrar pela frente. Sabemos como é importante a ajuda de outros que já percorreram o mesmo caminho. Agora que muitos já fizeram essa jornada, acreditamos que é hora de falar sobre isso e fazer pelo menos ummapa indicando os vales de desespero, as colinas de alegria e o sentimento de alívio, companherismo e aceitação que experimentam os que se mantém no caminho até este se tornar mais amplo e menos acidentado.
Alguns se desesperaram antes de encontrar o caminho. Pensaram que fugir ou se destruir era a única resposta ao problema. E ás vezes pensaram em levar outros consigo. Mas essas respostas não adiantam e sabemos que há melhores maneiras de lidar com o problema. Esperamos que este livro o ajude a encontrar o caminho, como nós encontramos"

3 comentários:

  1. http://confissoesadolescente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Anônimo11:06 PM

    Gostaria de saber como posso obter esse livro gay fathers...

    Um grande abraço

    jd_jedi@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Anônimo10:00 PM

    Estou nesse dilema tb me casei muito novo, antes de casar tinha atração por homens, como tinha muito medo me casei e hoje aos 35 anos conheci um rapaz e tivemos um relacionamento, separei por 4 meses da minha esposa e quando ele terminou comigo fiquei desesperado e tive que voltar pra minha esposa, pois não tenho coragem de flertar homem nenhum e tb minha esposa não me aceita com outra mulher. Ela sabe que sou gay ativo e por isso ela me perduou mas não sei se vou cumpri. Sinto muito tesão por homens e ninguém sabe, pode desconfiar, minha vida ta um inferno e além disso tenho 03 filhos.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Assim que possível lhe dou um retorno!